Processado, Cid diz que manterá acusação contra Temer

PMDB ingressou no dia 5 de novembro com uma representação criminal na Justiça Federal de Brasília contra o ex-governador cearense Cid Gomes por crimes de calúnia, injúria e difamação; durante convenção nacional do PDT, em 17 de outubro, ele chamou Michel Temer de "chefe da quadrilha de achacadores que assola o Brasil"; apesar da ação contra ele, Cid afirmou que "naturalmente" manterá a acusação contra o vice-presidente perante a Justiça

PMDB ingressou no dia 5 de novembro com uma representação criminal na Justiça Federal de Brasília contra o ex-governador cearense Cid Gomes por crimes de calúnia, injúria e difamação; durante convenção nacional do PDT, em 17 de outubro, ele chamou Michel Temer de "chefe da quadrilha de achacadores que assola o Brasil"; apesar da ação contra ele, Cid afirmou que "naturalmente" manterá a acusação contra o vice-presidente perante a Justiça
PMDB ingressou no dia 5 de novembro com uma representação criminal na Justiça Federal de Brasília contra o ex-governador cearense Cid Gomes por crimes de calúnia, injúria e difamação; durante convenção nacional do PDT, em 17 de outubro, ele chamou Michel Temer de "chefe da quadrilha de achacadores que assola o Brasil"; apesar da ação contra ele, Cid afirmou que "naturalmente" manterá a acusação contra o vice-presidente perante a Justiça (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro da Educação e ex-governador do Ceará, Cid Gomes, afirmou nesta quinta-feira, 7, que vai manter a acusação que fez contra o vice-presidente Michel Temer durante convenção nacional do PDT, em 17 de outubro. Na ocasião, o chamou de "chefe da quadrilha de achacadores que assola o Brasil".

O PMDB ingressou no dia 5 de novembro com uma representação criminal na Justiça Federal de Brasília contra o ex-governador cearense por crimes de calúnia, injúria e difamação.

"Muito menos o Brasil pode avançar se entregar a Presidência da República ao símbolo do que há de mais fisiológico e podre na política brasileira, que é o PMDB liderado por Michel Temer, chefe dessa quadrilha que achaca e assola o nosso País", afirmou Cid durante o evento do PDT em outubro do ano passado.

Ao repórter Igor Gadelha, Cid afirmou que "naturalmente" manterá a acusação contra o vice-presidente da República perante a Justiça (leia aqui).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247