Procurador de Goiás diz que tiros na caravana foram de marqueteiro de Lula

O procurador da República em Goiás Ailton Benedito cogitou a possibilidade de um marqueteiro do ex-presidente Lula ter disparados os tiros contra o ônibus da caravana; "Cidadão de bem não possui arma de fogo, graças ao Estatuto do Desarmamento defendido pelo condenado Lula. Portanto, o suposto tiro contra seu ônibus teria sido deflagrado por algum bandido ou marqueteiro, para armar #FakeNews da grande mídia contra quem defende a sua prisão", provocou

Procurador de Goiás diz que tiros na caravana foram de marqueteiro de Lula
Procurador de Goiás diz que tiros na caravana foram de marqueteiro de Lula (Foto: Esq.: Divulgação / Dir.: Reprodução)

Goiás 247 - O procurador da República em Goiás, Ailton Benedito, cogitou a possibilidade de um marqueteiro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter disparados os tiros contra o ônibus da caravana do principal nome do PT.

"Cidadão de bem não possui arma de fogo, graças ao Estatuto do Desarmamento defendido pelo condenado Lula. Portanto, o suposto tiro contra seu ônibus teria sido deflagrado por algum bandido ou marqueteiro, para armar #FakeNews da grande mídia contra quem defende a sua prisão", escreveu o procurador em sua conta no Twitter. 

"Cadê as provas? Sem provas de materialidade e autoria (gravação em vídeo e áudio, por exemplo), não passa de tiro marqueteiro o supostamente deflagrado contra ônibus do condenado Lula, para alimentar as #FakeNews da grande mídia. Sigam o escândalo dos 'aloprados' de 2006", acrescentou.

De acordo com o procurador, "esquerdopatas estão nervosos porque, sem provas de materialidade e autoria, ninguém com mais de 2 neurônios acredita nas #FakeNews da grande mídia, que propagam a plantação marqueteira de que teria sido deflagrado suposto tiro contra ônibus da caravana do condenado Lula".

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247