Professores exigem piso de R$10 a hora/aula

Outras medidas discutidas no comeo da campanha salarial de 2012 dos professores da rede privada de Pernambuco sero negociadas com o Sinepe, ainda sem data prevista

Professores exigem piso de R$10 a hora/aula
Professores exigem piso de R$10 a hora/aula (Foto: Szasz-Fabian Ilka Erika/Shutterstock)

PE247 - A primeira assembléia da campanha salarial de 2012 dos professores da rede privada de ensino de Pernambuco terminou com uma exigência principal: piso mínimo de R$10 a hora/aula para os profissionais. A primeira justificativa dos docentes reunidos neste sábado (25), no auditório do Sindicato dos Professores no Estado de Pernambuco (Sinpro PE), é que caso o reajuste anual permanecesse 10%, como de praxe, demoraria sete longos anos para chegar aos efetivos R$ 10,00, o que, segundo eles, é um disparate em relação ao crescimento econômico nacional e do Estado.

Os professores aprovaram, ainda, a redução do desconto de vale transporte de 5% para 3%, garantia de bolsa de 100% para os filhos de professores que estudem em escola com mais de um CNPJ e aumento da licença paternidade para 10 dias e entre outros. As propostas serão levadas para a primeira rodada de negociação com sindicato patronal, (Sinepe), ainda sem previsão de data.

A categoria pretende reeditaros êxitos do ano passado, quando Sindicato deflagrou uma greve de três dias e, com isso, conseguiu o maior reajuste percentual concedido à rede privada no Nordeste.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247