Programa "Goiás Mais Competitivo" avança nas ações

Governador Marconi Perillo participou nesta segunda-feira de reunião de trabalho com o secretário para discutir o cumprimento das metas do programa "Goiás Mais Competitivo"; diagnóstico em diversas áreas já está pronto e Marconi pediu mais dedicação dos secretários; governador disse que o Inova Goiás se soma a este programa para diminuir os efeitos da crise econômica que atravessa o País e colocar como um dos maiores casos de sucesso de competitividade

Governador Marconi Perillo participou nesta segunda-feira de reunião de trabalho com o secretário para discutir o cumprimento das metas do programa "Goiás Mais Competitivo"; diagnóstico em diversas áreas já está pronto e Marconi pediu mais dedicação dos secretários; governador disse que o Inova Goiás se soma a este programa para diminuir os efeitos da crise econômica que atravessa o País e colocar como um dos maiores casos de sucesso de competitividade
Governador Marconi Perillo participou nesta segunda-feira de reunião de trabalho com o secretário para discutir o cumprimento das metas do programa "Goiás Mais Competitivo"; diagnóstico em diversas áreas já está pronto e Marconi pediu mais dedicação dos secretários; governador disse que o Inova Goiás se soma a este programa para diminuir os efeitos da crise econômica que atravessa o País e colocar como um dos maiores casos de sucesso de competitividade (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - Em reunião de avaliação do programa Goiás Mais Competitivo, o governador Marconi Perillo solicitou, na manhã desta segunda-feira aos executivos públicos, maior detalhamento dos projetos que compõem a carteira do programa e reforçou o pedido de empenho. O encontro, realizado na Sala de Situação do Governo, no 10º andar do Palácio Pedro Ludovico, em Goiânia, contou com participação de todo o secretariado.

O Goiás Mais Competitivo foi lançado em novembro de 2015 pelo governo estadual com o objetivo de criar agenda de atuação governamental para inserir o Estado de Goiás entre os mais competitivos do Brasil. Para isso, a execução dos projetos em todas as suas áreas finalísticas e a situação dos principais indicadores são acompanhadas por meio de uma central, com painéis interativos e dados em tempo real.

O diagnóstico situacional já foi concluído. A consultoria Macroplan, acompanhada pela Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), analisou indicadores do Estado, sendo 77 aprofundados, principalmente das áreas da saúde, educação e segurança. Deste estudo, saíram 15 programas prioritários. Agora, a maioria das ações que vai dar vida aos programas prioritários junto às áreas fins está em fase de execução.

Marconi ressaltou que a reunião tem por objetivo realizar ajustes para vencer os desafios que estão colocados. Ele ainda pediu ao secretariado maior detalhamento dos projetos em fase execução pelas pastas, com periodicidade mensal. “Precisamos de um detalhamento, em nível de atividade, para garantir intervenções tempestivas, antes que os problemas ocorram. É preciso especificar todos os planos e resultados, mesmo que estes, a princípio, estejam no vermelho”, frisou.

Destacou como positivo o trabalho das secretarias de Educação e Saúde no detalhamento de suas atividades. Na Segurança, Marconi disse que o secretário José Eliton começa a colher respostas. Na área de Infraestrutura, apesar da falta de recursos no ano passado, melhoria da malha rodoviária, aeroportos e saneamento básicos estão avançando. “A CGE e SED ainda precisam detalhar mais seus projetos”, avaliou.

“No geral, todos os executivos estão trabalhando para atingirmos os resultados do Goiás Mais Competitivo. Mas agora é hora de nos dedicarmos mais ainda”, observou. Ele disse que o Inova Goiás se soma a este programa para diminuir os efeitos da crise econômica que atravessa o País e colocar como um dos maiores casos de sucesso de competitividade. “Isso levará Goiás a colher bons resultados”, avaliou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247