Programa Saúde da Família sofre desmonte em São Bernardo

O Programa Saúde da Família (PSF) de São Bernardo está sendo desmantelado pelo prefeito Orlando Morando (PSDB), que não para de demitir Agentes Comunitários de Saúde (SCSs); segundo o site ABCD Maior, desde o ano passado, as demissões vêm acontecendo sem critério ou explicação aos profissionais; mais 12 ACSs foram demitidos nesta quarta-feira (31); já são mais de 120 profissionais demitidos pela atual gestão na área da saúde

O Programa Saúde da Família (PSF) de São Bernardo está sendo desmantelado pelo prefeito Orlando Morando (PSDB), que não para de demitir Agentes Comunitários de Saúde (SCSs); segundo o site ABCD Maior, desde o ano passado, as demissões vêm acontecendo sem critério ou explicação aos profissionais; mais 12 ACSs foram demitidos nesta quarta-feira (31); já são mais de 120 profissionais demitidos pela atual gestão na área da saúde
O Programa Saúde da Família (PSF) de São Bernardo está sendo desmantelado pelo prefeito Orlando Morando (PSDB), que não para de demitir Agentes Comunitários de Saúde (SCSs); segundo o site ABCD Maior, desde o ano passado, as demissões vêm acontecendo sem critério ou explicação aos profissionais; mais 12 ACSs foram demitidos nesta quarta-feira (31); já são mais de 120 profissionais demitidos pela atual gestão na área da saúde (Foto: Leonardo Lucena)

SP 247 - O Programa Saúde da Família (PSF) de São Bernardo está sendo desmantelado pelo prefeito Orlando Morando (PSDB), que não para de demitir Agentes Comunitários de Saúde (SCSs). Segundo informações do site ABCD Maior, desde o ano passado, as demissões vêm acontecendo sem critério ou explicação aos profissionais. Mais 12 ACSs foram demitidos nesta quarta-feira (31). 

Já são mais de 120 profissionais demitidos pela atual gestão na área da saúde. “É, colega, chegou a minha vez. O duro é escutar da gerente a seguinte frase: vai ter novo concurso, tenta de novo. Mas eles precisam contratar os afilhados políticos primeiro. É revoltante não é?”, diz uma agente demitida recentemente em conversa de um grupo do WhatsApp composto por ACSs da cidade.

Em outro trecho de conversa, uma agente comunitária de Saúde afirma que o que estão fazendo é “desumano”, ainda mais nesse período de vacinação contra a Febre Amarela. “Estamos muito tristes com essas demissões, principalmente, nesse período de campanha que estamos dando o sangue em prol da população e para a nossa UBS”, acrescentou.

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247