Projeto de lei garante autonomia para a UEG

Minuta que está na Casa Civil, para posterior encaminhamento à Assembleia Legislativa, regulamenta e consolida a autonomia financeira, contábil, patrimonial, acadêmica, administrativa e política da Universidade Estadual de Goiás; em despacho inusitado, o governador Perillo grafou: “Esta data é histórica! Consagra o início da plena autonomia da UEG. Também é a data de aniversário do ex-governador Henrique Santillo, um dos idealizadores da UEG”

Minuta que está na Casa Civil, para posterior encaminhamento à Assembleia Legislativa, regulamenta e consolida a autonomia financeira, contábil, patrimonial, acadêmica, administrativa e política da Universidade Estadual de Goiás; em despacho inusitado, o governador Perillo grafou: “Esta data é histórica! Consagra o início da plena autonomia da UEG. Também é a data de aniversário do ex-governador Henrique Santillo, um dos idealizadores da UEG”
Minuta que está na Casa Civil, para posterior encaminhamento à Assembleia Legislativa, regulamenta e consolida a autonomia financeira, contábil, patrimonial, acadêmica, administrativa e política da Universidade Estadual de Goiás; em despacho inusitado, o governador Perillo grafou: “Esta data é histórica! Consagra o início da plena autonomia da UEG. Também é a data de aniversário do ex-governador Henrique Santillo, um dos idealizadores da UEG” (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás247_ O governador Marconi Perillo encaminhou nesta sexta-feira (23) ao Gabinete da Casa Civil, para os ajustes finais e posterior encaminhamento à Assembleia Legislativa, minuta de projeto de lei que regulamenta e consolida a autonomia financeira, contábil, patrimonial, acadêmica, administrativa e política da Universidade Estadual de Goiás - UEG. Em despacho inusitado e emocionado o governador grafou: “Esta data é histórica! Consagra o início da plena autonomia da UEG. Também é a data de aniversário do ex-governador Henrique Santillo, um dos idealizadores da UEG”. Ainda no despacho, Marconi pede rapidez na tramitação do projeto.

O reitor da UEG, Haroldo Reimer, fez questão de ressaltar o “compromisso pessoal e o respaldo político do governador à causa da autonomia da UEG” como pontos fundamentais para esse estágio fosse atingido. Para ele, uma vez aprovado o novo formato, a UEG ganha estrutura para assumir mais responsabilidades, “e dar respostas mais ágeis e efetivas às demandas da sociedade”.

Reimer garantiu que tão logo o projeto percorra as instâncias administrativas na Casa Civil, Segplan e Sefaz, e siga para a Assembleia Legislativa, a reitoria vai fazer todo o trabalho necessário junto aos parlamentares para garantir celeridade e a aprovação da matéria, nos termos encaminhados.

Ainda, segundo o reitor da UEG, tão logo a Alego aprove o projeto de autonomia da instituição, o Conselho da Universidade se reunirá para estabelecer normas e especificações que regulamentem a estrutura. A meta é de que até o final de 2014, a UEG passe a operar no novo formato. Em médio prazo, a UEG quer continuar ampliando o número de mestrados próprios, que nos últimos 18 meses passou de dois para sete, melhorando ainda o Índice Geral de Cursos (IGC), hoje nota três, para quatro,  buscando também novas linhas de financiamento, para além da dotação orçamentária do Tesouro Estadual.

O reitor Reimer e o governador Marconi Perillo reuniram-se no início da manhã, no gabinete do Palácio das Esmeraldas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email