Projeto prevê licença remunerada para mulher vítima de violência

Na sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o vereador professor Junior Geo (PROS) protocolou um Projeto de Lei para manter o salário de servidoras que passem por qualquer situação de violência; o projeto prevê o pagamento integral da remuneração à mulher vítima de violência que tenha vínculo empregatício com o município de Palmas, sem prejuízo das medidas de proteção e assistenciais previstas; "As homenagens precisam transcender as palavras. As mulheres necessitam de ações que contribuam e garantam seus direitos", defendeu 

Na sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o vereador professor Junior Geo (PROS) protocolou um Projeto de Lei para manter o salário de servidoras que passem por qualquer situação de violência; o projeto prevê o pagamento integral da remuneração à mulher vítima de violência que tenha vínculo empregatício com o município de Palmas, sem prejuízo das medidas de proteção e assistenciais previstas; "As homenagens precisam transcender as palavras. As mulheres necessitam de ações que contribuam e garantam seus direitos", defendeu 
Na sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o vereador professor Junior Geo (PROS) protocolou um Projeto de Lei para manter o salário de servidoras que passem por qualquer situação de violência; o projeto prevê o pagamento integral da remuneração à mulher vítima de violência que tenha vínculo empregatício com o município de Palmas, sem prejuízo das medidas de proteção e assistenciais previstas; "As homenagens precisam transcender as palavras. As mulheres necessitam de ações que contribuam e garantam seus direitos", defendeu  (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - Na sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o vereador professor Junior Geo (PROS) protocolou um Projeto de Lei para manter o salário de servidoras que passem por qualquer situação de violência. O projeto prevê o pagamento integral da remuneração à mulher vítima de violência que tenha vínculo empregatício com o município de Palmas, sem prejuízo das medidas de proteção e assistenciais previstas.

"As homenagens precisam transcender as palavras. As mulheres necessitam de ações que contribuam e garantam seus direitos", defendeu.

O parlamentar também relembrou a luta feminina pela igualdade. "As mulheres organizaram, transformaram e mostraram que um mundo mais justo é possível, sem exploração, sem discriminação, mais sustentável, com igualdade de gênero, etnia e classe", explicou Geo.

Membro da Comissão de Assuntos dos Direitos da Mulher, Geo participou do início dos trabalhos do grupo de assuntos específicos ainda no seu primeiro mandato. "Me sinto honrado em ser membro dessa comissão. Estou aqui para contribuir, aprender com as mulheres e lutar por uma sociedade mais justa e menos machista", justificou.

Ainda durante a sessão, Junior Geo sugeriu ao presidente da Casa de Leis que em 2018, as esposas dos vereadores realizem a sessão solene. A proposta é de que elas discutam, presidam e discursem enquanto os vereadores assistem da tribuna de honra.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247