Protesto reúne 4 mil pessoas no Farol da Barra

Comandados por grupos nas redes sociais, cerca de 4 mil manifestantes (segundo cálculos da Polícia Militar) começaram a se reunir por volta das 9 horas desta manhã ensolarada de domingo, no Porto da Barra, em Salvador, para protestarem contra o governo da presidente Dilma Rousseff; com gritos de "Fora, Dilma!", eles se vestiam, em sua maioria, com roupas nas cores verde e amarelo e pintavam o rosto com faixas nas mesmas cores

Comandados por grupos nas redes sociais, cerca de 4 mil manifestantes (segundo cálculos da Polícia Militar) começaram a se reunir por volta das 9 horas desta manhã ensolarada de domingo, no Porto da Barra, em Salvador, para protestarem contra o governo da presidente Dilma Rousseff; com gritos de "Fora, Dilma!", eles se vestiam, em sua maioria, com roupas nas cores verde e amarelo e pintavam o rosto com faixas nas mesmas cores
Comandados por grupos nas redes sociais, cerca de 4 mil manifestantes (segundo cálculos da Polícia Militar) começaram a se reunir por volta das 9 horas desta manhã ensolarada de domingo, no Porto da Barra, em Salvador, para protestarem contra o governo da presidente Dilma Rousseff; com gritos de "Fora, Dilma!", eles se vestiam, em sua maioria, com roupas nas cores verde e amarelo e pintavam o rosto com faixas nas mesmas cores (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tribuna da Bahia - Comandados por grupos nas redes sociais, cerca de 4 mil manifestantes (segundo cálculos da Polícia Militar) começaram a se reunir por volta das 9 horas desta manhã ensolarada de domingo (16), no Porto da Barra, em Salvador, para protestarem contra o governo da presidente Dilma Rousseff.

Com gritos de "Fora, Dilma!", eles se vestiam, em sua maioria, com roupas nas cores verde e amarelo e pintavam o rosto com faixas nas mesmas cores.

Jacqueline Seixas, soteropolitana e produtora de eventos, participava do protesto e se mostrava indignada. "É muita corrupção, é muita indignação. Muita mentira no governo dessa mulher [Dilma Rousseff]. Ela precisa sair da presidência. Algo tem que melhorar com a saída dela. Desde que ela assumiu o poder, o Brasil está uma bagunça", disse.

Entre os manifestantes havia, inclusive, quem defendesse uma intervenção militar no País. Outros apoiavam o trabalho feito na Operação Lava-Jato pelo juiz Sérgio Moro.

Também se via cartazes pedindo a prisão do ex-presidente Lula e associando-o ao esquema investigado na Operação Lava-Jato.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email