PSB e sete partidos querem ser "novo projeto"

Grupo de partidos, liderado pelo PSB, trabalha na construção de um “novo projeto para Sergipe”, que segundo o senador Valadares, “não se trata apenas de uma terceira via”, mas de uma “alternativa real para vencer”; o bloco, formado por PPS, PRP, PPL, PHS, PMN, PRTB e Rede, além do PSB, reuniu-se no começo desta semana para discutir a viabilidade da coligação; grupo espera contar ainda com o DEM, do prefeito João Alves Filho, e o PSDB, do vice-prefeito José Carlos Machado

Grupo de partidos, liderado pelo PSB, trabalha na construção de um “novo projeto para Sergipe”, que segundo o senador Valadares, “não se trata apenas de uma terceira via”, mas de uma “alternativa real para vencer”; o bloco, formado por PPS, PRP, PPL, PHS, PMN, PRTB e Rede, além do PSB, reuniu-se no começo desta semana para discutir a viabilidade da coligação; grupo espera contar ainda com o DEM, do prefeito João Alves Filho, e o PSDB, do vice-prefeito José Carlos Machado
Grupo de partidos, liderado pelo PSB, trabalha na construção de um “novo projeto para Sergipe”, que segundo o senador Valadares, “não se trata apenas de uma terceira via”, mas de uma “alternativa real para vencer”; o bloco, formado por PPS, PRP, PPL, PHS, PMN, PRTB e Rede, além do PSB, reuniu-se no começo desta semana para discutir a viabilidade da coligação; grupo espera contar ainda com o DEM, do prefeito João Alves Filho, e o PSDB, do vice-prefeito José Carlos Machado (Foto: Valter Lima)

Valter Lima, do Sergipe 247 - A 26 dias do prazo final das definições partidárias com vistas às eleições deste ano, um grupo de partidos, liderado pelo PSB, trabalha na construção de um “novo projeto para Sergipe”, que segundo o senador Valadares “não se trata apenas de uma terceira via”, mas de uma “alternativa real para vencer”.

O bloco, formado por PPS, PRP, PPL, PHS, PMN, PRTB e Rede, além do PSB, reuniu-se no começo desta semana para discutir a viabilidade da coligação. O grupo espera contar ainda com o DEM, do prefeito João Alves Filho, e o PSDB, do vice-prefeito José Carlos Machado.

“Participei no PSB de reuniões com oito partidos políticos que me estimularam a comandar um novo projeto para Sergipe como pré-candidato ao governo. Uma nova frente política está em formação com vistas à sucessão em Sergipe. Não se trata apenas de uma 3ª via, mas de uma alternativa real para vencer”, afirmou Valadares, através das redes sociais.

Entusiasta da ideia, o dirigente do PPS, Nilson Lima, disse ao Sergipe 247 que a reunião entre os representantes dos partidos foi muito produtiva. “Fizemos uma reflexão sobre o atual quadro político de Sergipe e percebemos que há uma apreensão muito grande da parte do eleitor, diante da necessidade de discutir os problemas do Estado. Entendemos que o senador Valadares é um nome para qualificar a disputa com reais condições de vencer”, afirmou.

De acordo com Nilson Lima, os partidos irão intensificar as discussões entre seus filiados e potenciais aliados. Nesse sentido, a expectativa dele é que até o final desta semana haja um desfecho das conversas com João Alves e Machado.

Ele, no entanto, ressalta que caso o DEM e o PSDB não se alinhem ao “novo projeto” não será motivo para desistência. “O projeto não está sendo condicionado a isso”, frisou.

Nilson sugere também que o DEM poderia indicar a senadora Maria do Carmo como candidata à reeleição. E caberia ao PSDB a vaga de vice-governador, que poderia ser ocupada por Grace Franco, Augusto Franco Neto ou até mesmo Machado. “A perspectiva é de que construamos uma chapa muito atraente”, disse.

Além disso, ele afirma que na reunião do início da semana ficou definido que para a Assembleia Legislativa seriam formadas duas chapas proporcionais, enquanto para a disputa pela Câmara Federal seria uma única chapa.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247