PSDB afirma que doações na campanha foram legais

Diretório Estadual do PSDB de Goiás informou que todas as doações para as campanhas de candidatos do partido nas eleições de 2010 e 2014 foram devidamente declaradas à Justiça eleitoral, efetuadas via transferência bancária e atestadas por recibos; nome do governador Marconi Perillo apareceu numa das planilhas divulgadas pela Polícia Federal que foram apreendidas com Benedicto Barbosa Silva Júnior, presidente da Odebrecht Infraestrutura; "Não há nenhuma novidade, porque todos os nomes de todos os doadores e valores já foram divulgados", diz o presidente do PSDB, Afrêni Ginçalves

Diretório Estadual do PSDB de Goiás informou que todas as doações para as campanhas de candidatos do partido nas eleições de 2010 e 2014 foram devidamente declaradas à Justiça eleitoral, efetuadas via transferência bancária e atestadas por recibos; nome do governador Marconi Perillo apareceu numa das planilhas divulgadas pela Polícia Federal que foram apreendidas com Benedicto Barbosa Silva Júnior, presidente da Odebrecht Infraestrutura; "Não há nenhuma novidade, porque todos os nomes de todos os doadores e valores já foram divulgados", diz o presidente do PSDB, Afrêni Ginçalves
Diretório Estadual do PSDB de Goiás informou que todas as doações para as campanhas de candidatos do partido nas eleições de 2010 e 2014 foram devidamente declaradas à Justiça eleitoral, efetuadas via transferência bancária e atestadas por recibos; nome do governador Marconi Perillo apareceu numa das planilhas divulgadas pela Polícia Federal que foram apreendidas com Benedicto Barbosa Silva Júnior, presidente da Odebrecht Infraestrutura; "Não há nenhuma novidade, porque todos os nomes de todos os doadores e valores já foram divulgados", diz o presidente do PSDB, Afrêni Ginçalves (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O Diretório Estadual do PSDB de Goiás informou que todas as doações para as campanhas de candidatos do partido nas eleições de 2010 e 2014 foram devidamente declaradas à Justiça eleitoral, efetuadas via transferência bancária e atestadas por recibos.

O nome do governador Marconi Perillo apareceu numa das planilhas divulgadas pela Polícia Federal que foram apreendidas com Benedicto Barbosa Silva Júnior, presidente da Odebrecht Infraestrutura, durante a 23ª fase da Operação Lava Jato.

Marconi teria recebido R$ 160 mil em depósito bancário em setembro de 2010. 

Veja abaixo a nota divulgada pelo PSDB goiano:

Doações da Odebrecht a campanhas do PSDB de Goiás são legais já haviam sido divulgadas durante eleições

Todas as doações de campanha feitas pela construtora Odebrecht às campanhas majoritárias do PSDB para o Governo de Goiás foram declaradas pelo partido à Justiça Eleitoral.

Os nomes de todas as empresas e os respectivos valores doados foram divulgados na prestação periódica de contas apresentada pelo PSDB ainda durante o processo eleitoral, conforme estabelece a legislação eleitoral.

Portanto, no que se refere às doações feitas para a campanha do governador Marconi Perillo, apresentadas em lista que circulou na tarde de hoje, não há nenhuma novidade, porque todos os nomes de todos os doadores e valores já foram divulgados.

Afrêni Gonçalves Leite
Presidente do Diretório Estadual do PSDB de Goiás

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247