PSDB e DEM lançam chapa com PMDB na Bahia

Com o apoio do maior aliado do governo federal, que lançará o nome de Geddel Vieira Lima (PMDB) ao Senado, chapa será formada pelo candidato a governador Paulo Souto (DEM) e Joaci Goés (PSDB); cerimônia reuniu cerca de 1.500 pessoas em hotel de Salvador; "Essa é mais forte aliança já montada pela oposição na história da Bahia", destacou o prefeito ACM Neto, articulador da aliança; presidenciável tucano Aécio Neves, também presente no evento, definiu a aliança como uma "belíssima construção política, a favor da Bahia e do Brasil"

Com o apoio do maior aliado do governo federal, que lançará o nome de Geddel Vieira Lima (PMDB) ao Senado, chapa será formada pelo candidato a governador Paulo Souto (DEM) e Joaci Goés (PSDB); cerimônia reuniu cerca de 1.500 pessoas em hotel de Salvador; "Essa é mais forte aliança já montada pela oposição na história da Bahia", destacou o prefeito ACM Neto, articulador da aliança; presidenciável tucano Aécio Neves, também presente no evento, definiu a aliança como uma "belíssima construção política, a favor da Bahia e do Brasil"
Com o apoio do maior aliado do governo federal, que lançará o nome de Geddel Vieira Lima (PMDB) ao Senado, chapa será formada pelo candidato a governador Paulo Souto (DEM) e Joaci Goés (PSDB); cerimônia reuniu cerca de 1.500 pessoas em hotel de Salvador; "Essa é mais forte aliança já montada pela oposição na história da Bahia", destacou o prefeito ACM Neto, articulador da aliança; presidenciável tucano Aécio Neves, também presente no evento, definiu a aliança como uma "belíssima construção política, a favor da Bahia e do Brasil" (Foto: Gisele Federicce)

Bahia 247 – Lideranças nacionais e regionais do PSDB, DEM e PMDB selaram, nesta segunda-feira 14, em Salvador, uma aliança para a disputa ao governo da Bahia e ao Senado. É a primeira aliança estadual da oposição com o PMDB, principal aliado do governo federal, da presidente Dilma Rousseff (PT).

Os três partidos lançaram Paulo Souto (DEM) como pré-candidato ao governo estadual, Joaci Goés (PSDB) como vice-governador e Geddel Vieira Lima (PMDB) como postulante ao Senado.

O evento reuniu cerca de 1.500 pessoas em um hotel na capital baiana e contou com a presença do prefeito de Salvador, ACM Neto, e do presidente nacional do PSDB e presidenciável tucano, senador Aécio Neves.

Em seu discurso, o prefeito ACM Neto agradeceu publicamente ao PSDB pela confiança e destacou que os adversários duvidavam da união da oposição com o PMDB na Bahia. "Estamos fazendo uma aliança que ninguém imaginou que fosse possível. Essa é mais forte aliança já montada pela oposição na história da Bahia", destacou.

"Venho celebrar aqui uma belíssima construção política, sobre o comando do prefeito ACM Neto, uma aliança a favor da Bahia e a favor do Brasil. É até agora a mais bem sucedida construção política feita para essas eleições, porque incorporam não apenas os partidos de oposição, como agrega também setores que hoje assistem a falência de um governo", ressaltou Aécio Neves.

O ex-governador Paulo Souto destacou, em seu discurso, que há um esgotamento do PT na Bahia e no Brasil. "Estamos atendendo a um sentimento de grande parte da população da Bahia", afirmou o pré-candidato.

Pré-candidato a vice-governador na chapa da oposição, o empresário e advogado Joaci Goés elogiou a união dos três partidos em torno de um projeto de alternância de poder. "A Bahia está de joelhos. Precisamos colocá-la novamente de pé", disse.

O ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima, pré-candidato ao Senado pelo PMDB da Bahia, ressaltou sua oposição ao petismo e declarou que o governo que está aí já deu. "É hora de virar a página e olhar para frente. É hora de ousar. Essa gente que está aí já deu", disse.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247