PSDB inicia exonerações de indicados de 7 partidos

Após o anúncio de rompimento com o governo do tucano Teotonio Vilela, o Diário Oficial publica as exonerações das secretárias de Estado da Mulher Cidadania e Direitos Humanos, Katia Born, e a da Assistência e Desenvolvimento Social, Celiany Rocha; elas fazem parte dos sete partidos que decidiram apoiar candidatura ao Executivo não indicada pelo governador de Alagoas; expectativa é que outras quatro secretarias tenham os gestores exonerados

Após o anúncio de rompimento com o governo do tucano Teotonio Vilela, o Diário Oficial publica as exonerações das secretárias de Estado da Mulher Cidadania e Direitos Humanos, Katia Born, e a da Assistência e Desenvolvimento Social, Celiany Rocha; elas fazem parte dos sete partidos que decidiram apoiar candidatura ao Executivo não indicada pelo governador de Alagoas; expectativa é que outras quatro secretarias tenham os gestores exonerados
Após o anúncio de rompimento com o governo do tucano Teotonio Vilela, o Diário Oficial publica as exonerações das secretárias de Estado da Mulher Cidadania e Direitos Humanos, Katia Born, e a da Assistência e Desenvolvimento Social, Celiany Rocha; elas fazem parte dos sete partidos que decidiram apoiar candidatura ao Executivo não indicada pelo governador de Alagoas; expectativa é que outras quatro secretarias tenham os gestores exonerados (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - As secretárias de Estado da Mulher Cidadania e Direitos Humanos, Katia Born, e da Assistência e Desenvolvimento Social (Seads), Celiany Rocha, foram exoneradas dos cargos nesta quinta-feira (29), por meio de decreto publicado no Diário Oficial do Estado. A medida acontece depois que sete partidos romperam com o governo e passaram a apoiar a pré-candidatura de Benedito de Lira (PP) ao cargo de governador de Alagoas.

De acordo com a publicação desta quinta-feira, as secretárias adjuntas Nadja Maria Martins Lessa, da Mulher, e Maria de Fátima Moreira Canuto, da Seads, passam a comandar, interinamente, as pastas.

A expectativa é que outras quatros secretarias de estado tenham os gestores exonerados por conta do rompimento político. São elas: as Secretarias de Estado da Pesca e Aquicultura (Sepaq), do Trabalho, Emprego e Renda (Seter), do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e da Educação e do Esporte (SEE).

Na última segunda-feira (26), sete partidos entregaram uma carta ao governador Teotonio Vilela repudiando a forma como ele agiu junto aos partidos da base, impondo que aqueles que não apoiassem o pré-candidato Eduardo Tavares (PSDB) deixassem os cargos nas secretarias de Estado.

De acordo com o deputado federal Maurício Quintella (PR), Vilela tem usado a máquina pública para garantir apoio ao pré-candidato ao governo. Além do PR, também assinaram a carta e declararam rompimento com o governo os partidos PP, Solidariedade, PSB, PPS, PSD e PSL.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247