PT com o DEM é incoerência, diz Adriana Accorsi

Fica cada vez mais distante o sonho de Iris (PMDB) em aglutinar o partido do senador Ronaldo Caiado e do prefeito Paulo Garcia nas eleições de 2016 em Goiânia; "Com o DEM, eu acho extremamente complicado. Nós temos posições muito diferentes. Seria incoerente só pensando em ganhar uma eleição firmar aliança com o DEM", afirma a deputada estadual petista; posicionamento de Caiado contra o PT pode inviabilizar união de partidos nas eleições municipais

Fica cada vez mais distante o sonho de Iris (PMDB) em aglutinar o partido do senador Ronaldo Caiado e do prefeito Paulo Garcia nas eleições de 2016 em Goiânia; "Com o DEM, eu acho extremamente complicado. Nós temos posições muito diferentes. Seria incoerente só pensando em ganhar uma eleição firmar aliança com o DEM", afirma a deputada estadual petista; posicionamento de Caiado contra o PT pode inviabilizar união de partidos nas eleições municipais
Fica cada vez mais distante o sonho de Iris (PMDB) em aglutinar o partido do senador Ronaldo Caiado e do prefeito Paulo Garcia nas eleições de 2016 em Goiânia; "Com o DEM, eu acho extremamente complicado. Nós temos posições muito diferentes. Seria incoerente só pensando em ganhar uma eleição firmar aliança com o DEM", afirma a deputada estadual petista; posicionamento de Caiado contra o PT pode inviabilizar união de partidos nas eleições municipais (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O sonho do ex-prefeito Iris Rezende (PMDB) em aglutinar o DEM e o PT para as eleições de Goiânia em 2016 está cada vez mais distante. A deputada Adriana Accorsi rechaçou e afirmou ser incoerente o Partido dos Trabalhadores formar alguma aliança com o partido do senador Ronaldo Caiado. "Com o DEM, eu acho extremamente complicado. Nós temos posições muito diferentes. Seria incoerente só pensando em ganhar uma eleição firmar aliança com o DEM", disse em entrevista à Rádio 730.

Se do lado do PT fica claro que a aliança é considerada complicada, o DEM, na figura do de Caiado, também dá sinais fortes que a união de forças é difícil. O posicionamento forte em favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e as diversas divergências contra o ex-presidente Lula demonstram que o senador não apoia e não deverá se aliar ao PT nas eleições municipais.

Do lado de Iris, o recente encontro com o prefeito Paulo Garcia em que afirmou que "enquanto a aliança proporcionar resultados positivos para a população não tem por que desfazer” demonstra uma possibilidade maior em seguir com a aliança com PT.

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email