PT: “Inauguração do viaduto Dona Marisa Letícia sem o Doria é até melhor”

O ex-presidente nacional do PT Rui Falcão deu um sentido prático à mesquinharia do prefeito de São Paulo João Doria (PSDB); “Todo o apoio à inauguração popular do viaduto Dona Marisa Letícia. Sem o Doria é até melhor”, disparou; prefeito tucano disse em nota que a homenagem à ex-primeira-dama é "injusta"

PT: “Inauguração do viaduto Dona Marisa Letícia sem o Doria é até melhor”
PT: “Inauguração do viaduto Dona Marisa Letícia sem o Doria é até melhor”

Por Esmael Morais - O ex-presidente nacional do PT Rui Falcão deu um sentido prático à mesquinharia do prefeito de São Paulo João Doria (PSDB). “Todo o apoio à inauguração popular do viaduto Dona Marisa Letícia. Sem o Doria é até melhor”, disparou.

O PT marcou para o próximo dia 15 de janeiro a inauguração extraoficial do viaduto Dona Marisa Letícia, na Zona Sul de São Paulo, após o tucano João Doria mandar cancelar o lançamento da obra que estava marcado para esta quarta-feira (3). O prefeito também determinou que a via já fosse aberta a veículos nesta terça-feira (2).

O torpedo do ex-presidente de PT foi retuitado pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR), presidente da Frente Nacional Em Defesa da Soberania Nacional.

Requião acredita que a mesquinharia do prefeito paulistano tem relação com a política de ódio disseminado nas redes sociais por ele e correligionários, a exemplo do MBL (Movimento Brasil Livre). O cancelamento do lançamento da obra em homenagem à ex-primeira-dama ainda guarda nexo com a proximidade do julgamento do ex-presidente Lula no dia 24 de janeiro, pelo TRF-4, em Porto Alegre.

Em maio do ano passado, o senador paranaense já havia se estranhado com Doria. Na época, Requião disse que o prefeito de São Paulo lembra um vendedor de “óleo de capivara”, que não serve para nada.

“Quando vejo o Dória na Internet lembro do vendedor de “óleo de Capivara” na praça em Curitiba. Dizia que curava tudo, mas não servia para nada”, fuzilou Requião.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247