PT-SP diz que tucanos fazem “política rasteira”

Presidente do diretório paulista do partido rebate em nota a divulgação de um vídeo, pelos tucanos, que mostra o pré-candidato petista Alexandre Padilha pedindo votos para o deputado André Vargas, além de recortes de jornais e imagens de hospitais lotados; vídeo "constitui mais um lamentável capítulo de atitudes que expõe o desejo deste partido de realizar uma campanha de difamação", escreve Emidio de Souza

Presidente do diretório paulista do partido rebate em nota a divulgação de um vídeo, pelos tucanos, que mostra o pré-candidato petista Alexandre Padilha pedindo votos para o deputado André Vargas, além de recortes de jornais e imagens de hospitais lotados; vídeo "constitui mais um lamentável capítulo de atitudes que expõe o desejo deste partido de realizar uma campanha de difamação", escreve Emidio de Souza
Presidente do diretório paulista do partido rebate em nota a divulgação de um vídeo, pelos tucanos, que mostra o pré-candidato petista Alexandre Padilha pedindo votos para o deputado André Vargas, além de recortes de jornais e imagens de hospitais lotados; vídeo "constitui mais um lamentável capítulo de atitudes que expõe o desejo deste partido de realizar uma campanha de difamação", escreve Emidio de Souza (Foto: Gisele Federicce)

SP 247 – O presidente do PT-SP, Emidio de Souza, divulgou uma nota criticando a divulgação, pelo PSDB, de um vídeo que mostra o pré-candidato do partido ao governo paulista, Alexandre Padilha, pedindo votos ao deputado licenciado André Vargas (PT-PR), alvo de investigação do Conselho de Ética da Câmara por suspeita de favorecer os negócios do doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal.

"A divulgação de um vídeo na internet usando a imagem do ex-ministro Alexandre Padilha feita pelo PSDB constitui mais um lamentável capítulo de atitudes que expõe o desejo deste partido de realizar uma campanha de difamação, com claro objetivo de desviar a atenção do real debate de interesse da sociedade", diz Emidio na nota. Ele acrescenta: "não aceitaremos a política rasteira que o PSDB tenta impor".

O vídeo é da campanha eleitoral de 2010 e, nele, Padilha pede votos para Vargas no horário eleitoral do Paraná. Os tucanos acrescentaram a esta imagem recortes de jornais e revistas. A edição divulgada pelo PSDB-SP mostra ainda hospitais lotados no estado. O vídeo foi publicado em diversas páginas do Facebook e do Twitter nesta quinta-feira 10.

O presidente do PSDB paulista, vereador Floriano Pesaro, comentou que o objetivo era "mostrar o nível de irresponsabilidade do ex-ministro Alexandre Padilha. Ele foi avalista de um sujeito que é sócio um dos maiores doleiros do Brasil que está sendo investigado pela Polícia Federal". Para Emidio de Souza, os tucanos tentam, com a edição, "manipular a verdade dos fatos" aos eleitores. Leia a nota do PT-SP:

Nota do presidente do PT-SP sobre vídeos contra Padilha
Vamos continuar travando um debate propositivo, que colabore para a realização de uma campanha franca, onde quem sai ganhando é o povo paulista

A divulgação de um vídeo na internet usando a imagem do ex-ministro Alexandre Padilha feita pelo PSDB constitui mais um lamentável capítulo de atitudes que expõe o desejo deste partido de realizar uma campanha de difamação, com claro objetivo de desviar a atenção do real debate de interesse da sociedade. Ao tentar induzir a população ao erro, o PSDB tenta abafar as vozes que cobram explicações sobre os desmandos na condução dos processos licitatórios do Metrô em São Paulo e na inação, falta de obras e de transparência na condução de políticas públicas para evitar o racionamento de água no estado. Nem mesmo para assumir o racionamento de água, eles se mostram honestos e competentes, preferindo maquiar a falta d'água ao chamá-la de "rodízio", como se rodízio não significasse racionamento por algum período nas residências do estado.

Não aceitaremos a política rasteira que o PSDB tenta impor.

Fazer colagem de recortes de jornais e revistas e intercalá-las com imagens completamente descontextualizadas só deixa claro ao eleitor o desejo do PSDB de manipular a verdade dos fatos. Não será esse o debate que o Partido dos Trabalhadores fará. Vamos continuar travando um debate propositivo, que colabore para a realização de uma campanha franca, onde quem sai ganhando é o povo paulista.

Emidio de Souza, presidente estadual PT-SP

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247