Quartéis não podem receber presos, diz Conseg

O Conselho Estadual de Segurança Pública de Alagoas (Conseg), recomendou, por meio de resolução publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (21), que as unidades da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros de Alagoas não mais recebam presos civis ou militares acusados de cometer crimes. 

O Conselho Estadual de Segurança Pública de Alagoas (Conseg), recomendou, por meio de resolução publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (21), que as unidades da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros de Alagoas não mais recebam presos civis ou militares acusados de cometer crimes. 
O Conselho Estadual de Segurança Pública de Alagoas (Conseg), recomendou, por meio de resolução publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (21), que as unidades da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros de Alagoas não mais recebam presos civis ou militares acusados de cometer crimes.  (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - De acordo com a decisão do Conselho Estadual de Segurança (Conseg), as unidades da PM e do CBM não possuem a mínima estrutura para receber presos, além de não integrarem o sistema prisional do Estado. 

Problema semelhante também tem afetado as delegacias de polícia, com o Sindicato dos Policiais Civis (Sindpol) já tendo se manifestado contrariamente à custodia em unidades nas quais o agente acaba tendo suas funções desviadas da atividade fim, a de investigação. 

Na resolução, o Conseg considera ainda o fato de a manutenção de um preso na unidade militar mudar toda a rotina do local e trazer transtornos para os servidores, tendo em vista que os militares não são preparados para atuar como carcereiros.

A recomendação do conselho é destinada aos Comandos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, mas também foi encaminhada ao Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL).

Com gazetaweb.com

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email