'Que a escola pública sinta-se representada', diz 1º lugar em Direito na UFBA

Após dois anos de espera por uma vaga em universidade pública, o ex-aluno da rede estadual Lívio Pereira, 18 anos, foi o primeiro colocado na disputa por uma vaga no curso de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA); “Quero que a galera de escola pública sinta-se representada”, disse ele, ao comentar seu resultado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

Após dois anos de espera por uma vaga em universidade pública, o ex-aluno da rede estadual Lívio Pereira, 18 anos, foi o primeiro colocado na disputa por uma vaga no curso de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA); “Quero que a galera de escola pública sinta-se representada”, disse ele, ao comentar seu resultado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)
Após dois anos de espera por uma vaga em universidade pública, o ex-aluno da rede estadual Lívio Pereira, 18 anos, foi o primeiro colocado na disputa por uma vaga no curso de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA); “Quero que a galera de escola pública sinta-se representada”, disse ele, ao comentar seu resultado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) (Foto: Charles Nisz)

Bahia 247 - Após dois anos de espera por uma vaga em universidade pública, o ex-aluno da rede estadual Lívio Pereira, 18 anos, foi o primeiro colocado na disputa por uma vaga no curso de Direito da Universidade Federal da Bahia (Ufba). Depois de muito estudo, o estudante - morador da Boca do Rio, filho de uma empregada doméstica e de um motorista de ônibus - pretende agora é atualizar as séries que curte na Netflix, noticia o Correio da Bahia.

Lívio diz que nunca foi um aluno nota 10, mas que preocupação com os estudos chegou durante o 3º ano do ensino médio. “Com a pressão do Enem e do vestibular, eu comecei a estudar”. Ao fazer um curso técnico de segurança no trabalho, ele descobriu a paixão pelo Direito. Negro, morador da periferia, filho do motorista de ônibus Antônio Carlos e da doméstica Cristina Pereira, Lívio é o primeiro da família a entrar em uma universidade pública.

O jovem quer que sua conquista sirva de exemplo para outros estudantes de colégios públicos.“Quero que a galera de escola pública sinta-se representada”, disse ele, ao comentar seu resultado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que garantiu a vaga na faculdade. Segundo ele, muitos alunos da sua sala, inclusive, nem sabiam da existência da Ufba. "Quero que todos eles entrem na universidade".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247