Quintão: Pressão popular vai decidir impeachment

Novo líder do PMDB da Câmara, Leonardo Quintão (MG) afirmou que hoje o sentimento dos deputados é de rompimento com o governo da presidente Dilma Rousseff e disse que é a pressão popular que vai definir o impeachment: “Certamente, todos os votos do Congresso vão refletir não a posição partidária, mas o eleitor que elegeu o parlamentar aqui. A pressão popular vai definir qualquer votação no plenário da Câmara dos Deputados”

Novo líder do PMDB da Câmara, Leonardo Quintão (MG) afirmou que hoje o sentimento dos deputados é de rompimento com o governo da presidente Dilma Rousseff e disse que é a pressão popular que vai definir o impeachment: “Certamente, todos os votos do Congresso vão refletir não a posição partidária, mas o eleitor que elegeu o parlamentar aqui. A pressão popular vai definir qualquer votação no plenário da Câmara dos Deputados”
Novo líder do PMDB da Câmara, Leonardo Quintão (MG) afirmou que hoje o sentimento dos deputados é de rompimento com o governo da presidente Dilma Rousseff e disse que é a pressão popular que vai definir o impeachment: “Certamente, todos os votos do Congresso vão refletir não a posição partidária, mas o eleitor que elegeu o parlamentar aqui. A pressão popular vai definir qualquer votação no plenário da Câmara dos Deputados” (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O novo líder do PMDB da Câmara, Leonardo Quintão (MG) afirmou que hoje o sentimento dos deputados é de rompimento com o governo da presidente Dilma Rousseff e disse que é a pressão popular que vai definir o impeachment:

“Certamente, todos os votos do Congresso vão refletir não a posição partidária, mas o eleitor que elegeu o parlamentar aqui. A pressão popular vai definir qualquer votação no plenário da Câmara dos Deputados”.

Em entrevista ao ‘Estado de S. Paulo’, ele acusa o governo de ter tentado derrubar sua nomeação para a vaga de Leonardo Picciani: “Quanto mais o governo interfere na bancada, mais a bancada dispersa. Meu papel agora é de unificar a bancada” (leia aqui).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email