Raquel Teixeira já admite OSs na gestão de escolas

"Se for preciso ousar, vou ousar. Não tenho medo de nada na gestão pública", diz a educadora sobre a proposta de terceirizar a administração de unidades escolares no Estado; a secretária de Educação, Cultura e Esporte explica que trata-se de uma fase de qualificação, com o objetivo de ampliar o número de interessados em celebrar contratos com para o projeto-piloto de gestão de escolas públicas; edital será publicado nos próximos meses; Goiás já conta com parcerias com OSs na Saúde

"Se for preciso ousar, vou ousar. Não tenho medo de nada na gestão pública", diz a educadora sobre a proposta de terceirizar a administração de unidades escolares no Estado; a secretária de Educação, Cultura e Esporte explica que trata-se de uma fase de qualificação, com o objetivo de ampliar o número de interessados em celebrar contratos com para o projeto-piloto de gestão de escolas públicas; edital será publicado nos próximos meses; Goiás já conta com parcerias com OSs na Saúde
"Se for preciso ousar, vou ousar. Não tenho medo de nada na gestão pública", diz a educadora sobre a proposta de terceirizar a administração de unidades escolares no Estado; a secretária de Educação, Cultura e Esporte explica que trata-se de uma fase de qualificação, com o objetivo de ampliar o número de interessados em celebrar contratos com para o projeto-piloto de gestão de escolas públicas; edital será publicado nos próximos meses; Goiás já conta com parcerias com OSs na Saúde (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do portal A Redação - "Se for preciso ousar, vou ousar. Não tenho medo de nada na gestão pública". É o que afirma a secretária Raquel Teixeira, titular da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) sobre a implantação de Organizações Sociais (OSs) na Educação em Goiás.

Em entrevista ao jornal A Redação, a secretária Raquel Teixeira explicou que trata-se de uma fase de qualificação, com o objetivo de ampliar o número de interessados em celebrar contratos com o Estado para o projeto-piloto de gestão de escolas públicas. O edital será publicado nos próximos meses.

Questionada sobre a possibilidade do Estado adotar gestão de OSs também na Cultura, a secretária descarta. De acordo com ela, apenas a Orquestra Filarmônica de Goiás contará com esse modelo de administração, sendo que o processo já estaria, inclusive, avançado.

O Estado já conta com parcerias com Organizações Sociais na Saúde. Bastante criticado no início, o modelo é tido pelo governador Marconi Perillo (PSDB) como "uma decisão acertada". Representantes de vários Estados e também do Distrito Federal (DF) estiveram em Goiás para conhecer o funcionamento e resultado do formato adotado na gestão do tucano. (Adriana Marinelli e Sarah Mohn)

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247