Raul Filho: Amastha quer “sair do foco das acusações”

O PR e o pré-candidato do partido à Prefeitura de Palmas, Raul Filho, se manifestaram sobre o comentário do prefeito Carlos Amastha (PSB), que responsabilizou o ex-prefeito e vereadores do mandato passado pela Legislação que limita a instalação de postos de gasolina, exigindo a distância miníma de 1,5 quilômetro entre estabelecimentos; de acordo coma legenda, Amastha tenta "sair do foco das acusações";  Raul Filho, que classifica como “inverdades” e avisa que aguardará as investigações; “Uma vez que considera ser questão de tempo para que a verdade venha à tona”, discorre o documento

O PR e o pré-candidato do partido à Prefeitura de Palmas, Raul Filho, se manifestaram sobre o comentário do prefeito Carlos Amastha (PSB), que responsabilizou o ex-prefeito e vereadores do mandato passado pela Legislação que limita a instalação de postos de gasolina, exigindo a distância miníma de 1,5 quilômetro entre estabelecimentos; de acordo coma legenda, Amastha tenta "sair do foco das acusações";  Raul Filho, que classifica como “inverdades” e avisa que aguardará as investigações; “Uma vez que considera ser questão de tempo para que a verdade venha à tona”, discorre o documento
O PR e o pré-candidato do partido à Prefeitura de Palmas, Raul Filho, se manifestaram sobre o comentário do prefeito Carlos Amastha (PSB), que responsabilizou o ex-prefeito e vereadores do mandato passado pela Legislação que limita a instalação de postos de gasolina, exigindo a distância miníma de 1,5 quilômetro entre estabelecimentos; de acordo coma legenda, Amastha tenta "sair do foco das acusações";  Raul Filho, que classifica como “inverdades” e avisa que aguardará as investigações; “Uma vez que considera ser questão de tempo para que a verdade venha à tona”, discorre o documento (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - O PR e o pré-candidato do partido à Prefeitura de Palmas, Raul Filho, se manifestaram sobre o comentário do prefeito Carlos Amastha (PSB), que responsabilizou o ex-prefeito e vereadores do mandato passado pela Legislação que limita a instalação de postos de gasolina, exigindo a distância miníma de 1,5 quilômetro entre estabelecimentos. De acordo coma legenda, Amastha tenta “sair do foco das acusações”.

O Partido Republica entendeu que as denúncias sobre suposta ação de cartel na capital no mercado de combustíveis “recaem diretamente sobre o atual prefeito e sua gestão”, e não sobre a administração de Raul Filho, que classifica como “inverdades” e avisa que aguardará as investigações. “Uma vez que considera ser questão de tempo para que a verdade venha à tona”, discorre o documento.

O ex-prefeito disse que já fez uma consulta jurídica para tomar as medidas cabíveis para esse caso, por considerar as afirmações de Amastha “um ataque pessoal a sua honra”, uma prática de calúnia e difamação.

Confira a íntegra da nota:


"Nota de Esclarecimento
Raul Filho – Presidente do PR Metropolitano

22 de Junho de 2016

A direção do Partido da República (PR) considera as referências feitas pelo prefeito de Palmas, Carlos Amastha, ao senhor Raul Filho, no caso de denúncias sobre suposta ação de cartel, praticada pelos postos de combustíveis da Capital, como uma tentativa de sair do foco das acusações graves, que recaem diretamente sobre o atual prefeito e sua Gestão.

O presidente Metropolitano do PR, Raul Filho, classificou as afirmações de Amastha como inverdades e se reservou o direito de aguardar as investigações sobre o caso, uma vez que considera ser questão de tempo para que a verdade venha à tona.

Raul Filho também já fez uma consulta jurídica para tomar as medidas cabíveis para esse caso, que considera um ataque pessoal a sua honra, além da prática de calúnia e difamação."
 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247