Raul Henry: ‘atitude de FBC de querer destruir direção do PMDB-PE é inaceitável’

O presidente do PMDB de Pernambuco e vice-governador do estado, Raul Henry, afirmou que reagirá à dissolução do diretório estadual do partido pretendida pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR) para entregar o comando estadual da sigla ao senador Fernando Bezerra Coelho, filiado à legenda; Henry foi eleito para uma comissão permanente e pode recorrer à Justiça Eleitoral; “Nosso sentimento é de completa indignação. A atitude do senador Fernando Bezerra Coelho de querer entrar no PMDB de Pernambuco destituindo sua direção regional e mudando a orientação política do partido é inaceitável”, disse Henry, em nota

O presidente do PMDB de Pernambuco e vice-governador do estado, Raul Henry, afirmou que reagirá à dissolução do diretório estadual do partido pretendida pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR) para entregar o comando estadual da sigla ao senador Fernando Bezerra Coelho, filiado à legenda; Henry foi eleito para uma comissão permanente e pode recorrer à Justiça Eleitoral; “Nosso sentimento é de completa indignação. A atitude do senador Fernando Bezerra Coelho de querer entrar no PMDB de Pernambuco destituindo sua direção regional e mudando a orientação política do partido é inaceitável”, disse Henry, em nota
O presidente do PMDB de Pernambuco e vice-governador do estado, Raul Henry, afirmou que reagirá à dissolução do diretório estadual do partido pretendida pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR) para entregar o comando estadual da sigla ao senador Fernando Bezerra Coelho, filiado à legenda; Henry foi eleito para uma comissão permanente e pode recorrer à Justiça Eleitoral; “Nosso sentimento é de completa indignação. A atitude do senador Fernando Bezerra Coelho de querer entrar no PMDB de Pernambuco destituindo sua direção regional e mudando a orientação política do partido é inaceitável”, disse Henry, em nota (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - O presidente do PMDB de Pernambuco e vice-governador do estado, Raul Henry, afirmou neste domingo (10) que reagirá à dissolução do diretório estadual do partido pretendida pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR) para entregar o comando estadual da sigla ao senador Fernando Bezerra Coelho, filiado na última quarta-feira (6). Como Henry foi eleito para uma comissão permanente, pode recorrer à Justiça Eleitoral.

“Nosso sentimento é de completa indignação. A atitude do senador Fernando Bezerra Coelho de querer entrar no PMDB de Pernambuco destituindo sua direção regional e mudando a orientação política do partido é inaceitável. Não permitiremos a usurpação da nossa história. Não aceitaremos a tentativa de desmoralização da liderança de Jarbas Vasconcelos. Reagiremos a essa violência, de todas as maneiras possíveis, para preservar a identidade do PMDB de Pernambuco”, disse Henry, em nota.

Procurada, a assessoria de imprensa de FBC afirmou que ele não iria se pronunciar, conforme relato do blog do Jamildo, mas o parlamentar tem feito movimentos para que o PMDB integre a frente de oposição ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara, encabeçada até agora pelos ministros das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), e da Educação, Mendonça Filho (DEM), além do senador Armando Monteiro Neto (PTB). Bezerra Coelho seria um eventual candidato ao executivo estadual.

 

 

 

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247