Raul Henry: ‘atitude de FBC de querer destruir direção do PMDB-PE é inaceitável’

O presidente do PMDB de Pernambuco e vice-governador do estado, Raul Henry, afirmou que reagirá à dissolução do diretório estadual do partido pretendida pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR) para entregar o comando estadual da sigla ao senador Fernando Bezerra Coelho, filiado à legenda; Henry foi eleito para uma comissão permanente e pode recorrer à Justiça Eleitoral; “Nosso sentimento é de completa indignação. A atitude do senador Fernando Bezerra Coelho de querer entrar no PMDB de Pernambuco destituindo sua direção regional e mudando a orientação política do partido é inaceitável”, disse Henry, em nota

O presidente do PMDB de Pernambuco e vice-governador do estado, Raul Henry, afirmou que reagirá à dissolução do diretório estadual do partido pretendida pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR) para entregar o comando estadual da sigla ao senador Fernando Bezerra Coelho, filiado à legenda; Henry foi eleito para uma comissão permanente e pode recorrer à Justiça Eleitoral; “Nosso sentimento é de completa indignação. A atitude do senador Fernando Bezerra Coelho de querer entrar no PMDB de Pernambuco destituindo sua direção regional e mudando a orientação política do partido é inaceitável”, disse Henry, em nota
O presidente do PMDB de Pernambuco e vice-governador do estado, Raul Henry, afirmou que reagirá à dissolução do diretório estadual do partido pretendida pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR) para entregar o comando estadual da sigla ao senador Fernando Bezerra Coelho, filiado à legenda; Henry foi eleito para uma comissão permanente e pode recorrer à Justiça Eleitoral; “Nosso sentimento é de completa indignação. A atitude do senador Fernando Bezerra Coelho de querer entrar no PMDB de Pernambuco destituindo sua direção regional e mudando a orientação política do partido é inaceitável”, disse Henry, em nota (Foto: Leonardo Lucena)

Pernambuco 247 - O presidente do PMDB de Pernambuco e vice-governador do estado, Raul Henry, afirmou neste domingo (10) que reagirá à dissolução do diretório estadual do partido pretendida pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR) para entregar o comando estadual da sigla ao senador Fernando Bezerra Coelho, filiado na última quarta-feira (6). Como Henry foi eleito para uma comissão permanente, pode recorrer à Justiça Eleitoral.

“Nosso sentimento é de completa indignação. A atitude do senador Fernando Bezerra Coelho de querer entrar no PMDB de Pernambuco destituindo sua direção regional e mudando a orientação política do partido é inaceitável. Não permitiremos a usurpação da nossa história. Não aceitaremos a tentativa de desmoralização da liderança de Jarbas Vasconcelos. Reagiremos a essa violência, de todas as maneiras possíveis, para preservar a identidade do PMDB de Pernambuco”, disse Henry, em nota.

Procurada, a assessoria de imprensa de FBC afirmou que ele não iria se pronunciar, conforme relato do blog do Jamildo, mas o parlamentar tem feito movimentos para que o PMDB integre a frente de oposição ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara, encabeçada até agora pelos ministros das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), e da Educação, Mendonça Filho (DEM), além do senador Armando Monteiro Neto (PTB). Bezerra Coelho seria um eventual candidato ao executivo estadual.

 

 

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247