RC apresenta novos projetos do Plano de Ações de Resíduos Sólidos de Fortaleza

Entre os projetos anunciados nesta quarta-feira (6) pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), está o E-Carroceiro - projeto piloto -, o cronograma de implantação dos Ecopolos e a ideia de implantação de uma usina de incineração na capital cearense. “Voltei da China esta semana e lá visitei uma das maiores empresas de tratamento do lixo do mundo que incinera os resíduos sólidos, gerando energia e material de construção. Nossa ideia é incentivar um arranjo público-privado de uma usina de médio porte para o tratamento desse lixo que hoje vai para o aterro”, disse o prefeito

Entre os projetos anunciados nesta quarta-feira (6) pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), está o E-Carroceiro - projeto piloto -, o cronograma de implantação dos Ecopolos e a ideia de implantação de uma usina de incineração na capital cearense. “Voltei da China esta semana e lá visitei uma das maiores empresas de tratamento do lixo do mundo que incinera os resíduos sólidos, gerando energia e material de construção. Nossa ideia é incentivar um arranjo público-privado de uma usina de médio porte para o tratamento desse lixo que hoje vai para o aterro”, disse o prefeito
Entre os projetos anunciados nesta quarta-feira (6) pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), está o E-Carroceiro - projeto piloto -, o cronograma de implantação dos Ecopolos e a ideia de implantação de uma usina de incineração na capital cearense. “Voltei da China esta semana e lá visitei uma das maiores empresas de tratamento do lixo do mundo que incinera os resíduos sólidos, gerando energia e material de construção. Nossa ideia é incentivar um arranjo público-privado de uma usina de médio porte para o tratamento desse lixo que hoje vai para o aterro”, disse o prefeito (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - Os novos projetos que integram o Plano de Ações de Resíduos Sólidos de Fortaleza foram anunciados pelo prefeito Roberto Cláudio, durante coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (6), no Paço Municipal. Entre as ações estão o programa “E-Carroceiro”, que marca o início de um projeto-piloto, e do cronograma de implantação de Ecopolos em Fortaleza.

O Plano de Ações de Resíduos Sólidos foi apresentado há dois anos pelo Prefeito e a ideia é prestar contas com a população, mostrar os avanços e apontar as novas apostas que não estavam no programa original. Foram implantados 33 novos Ecopontos e o primeiro Ecopolo no Pirambu, o primeiro modelo de fiscalização dos grandes geradores e um conjunto de ações educativas na cidade. Com isso, já existem alguns resultados para celebrar, de acordo com Roberto Cláudio. “Reduzimos de 1800 para 1300 pontos de lixo; aumentamos, na comparação do ano passado para este, em 22% do volume de lixo indo para a reciclagem; e, com a mudança da fiscalização, o aumento de 90% de todo lixo coletado pela iniciativa privada indo para o aterro. São notícias que demonstram o acerto no conjunto de ações. Também assumimos compromissos futuros, como chegar até o final do ano com 50 Ecopontos e, até o final do mandado, com 119 equipamentos em Fortaleza, e da expansão do Ecopolo”, explicou Roberto Cláudio.

Fortaleza conta com um Ecopolo implantado na Avenida Leste-Oeste, que tem 12 lixeiras subterrâneas, três Ecopontos, 1,5 km de ciclofaixa, novas faixas de pedestres, requalificação e recuperação de calçadas, nova iluminação e arborização no canteiro central. A ideia é que os equipamentos contribuam para uma mudança de comportamento e atitude da população, pondo em prática um conjunto de equipamentos e ações multidisciplinares a partir daquela área da cidade.

E-Carroceiro

Para potencializar ainda mais o Plano de Ações de Resíduos Sólidos, será implantado o E-Carroceiro, com um estímulo monetário para o que o carroceiro tenha uma renda no descarte correto do lixo nos Ecopontos. O programa será uma parceria com o Banco Palmas, que pagará pelo resto de mobília, de entulho ou de poda de árvores. O piloto já foi iniciado no Ecopolo da Leste-Oeste e, progressivamente, será levado para outras áreas da cidade. Além disso, a Prefeitura de Fortaleza vai começar na próxima segunda-feira (11), durante a inauguração do Ecopolo da Monsenhor Tabosa, a coleta seletiva domiciliar agendada. “Será um aplicativo para o celular em que o cidadão poderá dizer a quantidade de lixo que tem em casa e agendar um horário que o catador identificado vai passar na casa do cidadão para recolher o lixo, que será levado para a associação de catadores ou Ecoponto. Isso terá um potencial enorme de intensificar o destino mais adequado do lixo de nossa cidade”, afirmou Roberto Cláudio.

Segundo o secretário executivo de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Luiz Alberto Saboia, Fortaleza coleta 50 mil toneladas de lixo domiciliar por mês, sendo uma das capitais brasileiras que mais tem coleta. “Se colocarmos a coleta urbana, Fortaleza recolhe cerca de 90 mil toneladas por mês, gerando um custo ambiental e financeiro muito alto para o Município, porque coletamos e a cidade continua suja”, destacou Luiz Alberto.

Roberto Cláudio apresentou ainda uma ideia que está sendo estudada para a cidade, com a implantação de uma usina de incineração. “Voltei da China esta semana e lá visitei uma das maiores empresas de tratamento do lixo do mundo que incinera os resíduos sólidos, gerando energia e material de construção. Nossa ideia é incentivar um arranjo público-privado de uma usina de médio porte para o tratamento desse lixo que hoje vai para o aterro”, disse.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247