Reação da comunidade judaica leva a suspensão de palestra de Bolsonaro

"O judaísmo tem tradição de debate. Mas a liberdade de expressão não pode servir de plataforma para a propagação de ideologia discriminatória e apologética à ditadura", justificou o rabino Michel Schlesinger ao cancelar a palestra, que seria no tradicional Clube Hebraica, em São Paulo; um abaixo-assinado com 2.700 nomes pediu o cancelamento do evento por conta dos posicionamentos preconceituosos do futuro candidato à presidência

"O judaísmo tem tradição de debate. Mas a liberdade de expressão não pode servir de plataforma para a propagação de ideologia discriminatória e apologética à ditadura", justificou o rabino Michel Schlesinger ao cancelar a palestra, que seria no tradicional Clube Hebraica, em São Paulo; um abaixo-assinado com 2.700 nomes pediu o cancelamento do evento por conta dos posicionamentos preconceituosos do futuro candidato à presidência
"O judaísmo tem tradição de debate. Mas a liberdade de expressão não pode servir de plataforma para a propagação de ideologia discriminatória e apologética à ditadura", justificou o rabino Michel Schlesinger ao cancelar a palestra, que seria no tradicional Clube Hebraica, em São Paulo; um abaixo-assinado com 2.700 nomes pediu o cancelamento do evento por conta dos posicionamentos preconceituosos do futuro candidato à presidência (Foto: Gisele Federicce)

Do Congresso em Foco - A reação da comunidade judaica levou o clube judaico Hebraica a suspender palestra com o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) marcada para março. Além de postagens nas redes sociais, um abaixo-assinado com 2.700 assinaturas pediu o cancelamento do evento por conta dos valores defendidos pelo deputado, que é pré-candidato a presidente da República em 2018. A informação foi publicada nesta terça-feira pelo jornal Folha de S.Paulo.

O organizador do abaixo-assinado, Mauro Nadvorny, comentou a reação: "Tomou essa proporção por tudo de ruim que representa o Bolsonaro. Um racista, misógeno, antissemita, pensar em ser recebido em um clube da comunidade é, por si só, terrível". Ele acrescentou que o episódio remete ao holocausto: "Quando Hitler começou, também teve apoio de judeus".

Leia aqui a íntegra da reportagem.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247