Reeducandos são flagrados usando drogas e celulares

A Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) abriu sindicância para investigar a procedência de um vídeo, que está sendo compartilhado nas redes sociais, no qual aparecem dois reeducandos mostrando vários aparelhos celulares e manuseando papelotes de maconha; o autor da gravação é outro preso - já identificado - que, em um determinado momento, cita que os três estão em uma cela do presídio Cyridião Durval, em Maceió

A Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) abriu sindicância para investigar a procedência de um vídeo, que está sendo compartilhado nas redes sociais, no qual aparecem dois reeducandos mostrando vários aparelhos celulares e manuseando papelotes de maconha; o autor da gravação é outro preso - já identificado - que, em um determinado momento, cita que os três estão em uma cela do presídio Cyridião Durval, em Maceió
A Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) abriu sindicância para investigar a procedência de um vídeo, que está sendo compartilhado nas redes sociais, no qual aparecem dois reeducandos mostrando vários aparelhos celulares e manuseando papelotes de maconha; o autor da gravação é outro preso - já identificado - que, em um determinado momento, cita que os três estão em uma cela do presídio Cyridião Durval, em Maceió (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - Uma sindicância a ser instaurada pela Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) vai investigar a procedência de um vídeo, que está sendo compartilhado nas redes sociais, no qual aparece dois reeducandos mostrando vários aparelhos celulares e manuseando papelotes de maconha. 

O autor da gravação é outro preso que, em um determinado momento, cita que os três estão em uma cela do presídio Cyridião Durval e Silva. 

Os detentos aparecem com vários celulares em cima de uma cama, inclusive com carregadores conectados à tomada. Também exibem CDs e uma pequena quantidade de maconha. Nas imagens, são citados os prováveis nomes - ou apelidos - dos reeducados que aparecem em evidência. Seriam Maciel e Baiano. 

O autor do vídeo, que chega a virar a câmera em um momento da gravação, já foi identificado, segundo a Seris. Trata-se de Júlio César dá Silva Rocha. Durante a revista desta quinta, foram encontrados celulares e fones de ouvidos. De acordo com a assessoria de imprensa da secretaria, o preso foi isolado e vai responder por procedimento administrativo disciplinar.   

O secretário de Ressocialização e Inclusão Social, tenente-coronel Marcos Sérgio Freitas, informou que as equipes confirmaram que o vídeo foi mesmo gravado no Cyridião Durval, mas que é antigo.

Veja Vídeo:

 

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247