Reeleger Jarbas é prioridade para PMDB

O projeto mais natural do PMDB em Pernambuco visando à eleição para governador em 2014 é o da reeleição do senador Jarbas Vasconcelos até o momento; o deputado federal e secretário-geral da legenda em Pernambuco, Raul Henry, aponta a reeleição do senador como o único projeto realmente nítido até o momento dentro do PMDB estadual; nesta semana, a direção nacional do partido apontou que o PMDB terá candidatura própria ao Governo do Estado, mas o consenso ainda não foi estabelecido

Reeleger Jarbas é prioridade para PMDB
Reeleger Jarbas é prioridade para PMDB

PE247 – O projeto mais natural do PMDB em Pernambuco visando à eleição para governador em 2014 é o da reeleição do senador Jarbas Vasconcelos até o momento. Quem informa é o deputado federal e secretário-geral da legenda em Pernambuco, Raul Henry, que aponta a reeleição do senador como o único projeto realmente nítido até o momento dentro do PMDB pernambucano. As declarações de Henry vieram após uma reunião, em Brasília (DF), na última terça-feira (7), em que o presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), se reuniu com os diretórios regionais para discutir o pleito 2014. Na ocasião, o nome do prefeito de Petrolina Júlio Lóssio (PMDB) esteve em pauta para disputar o Governo do Estado no próximo ano.

“Eu entendo que projeto mais natural, em Pernambuco, do PMDB é a renovação do mandato do senador Jarbas Vasconcelos, porque ele tem honrado Pernambuco e o Brasil com o mandato dele”, afirmou. Curiosamente, durante o encontro com os diretórios regionais, Raupp disse que “a maior liderança do partido em Pernambuco é o senador Jarbas”.

“O próprio Valdir Raupp disse que, se Jarbas quiser ser candidato a senador novamente, ele é a maior prioridade", disse Henry ao Jornal do Commercio. O parlamentar defendeu ainda que a legenda marche junto ao PSB, caso não confirme candidatura própria ao Governo do Estado

Jarbas foi governador de Pernambuco por oito anos (1999-2007). Após se eleger para o Senado, disputou novamente o Governo do Estado em 2010, quando conseguiu 14%, enquanto que Eduardo Campos venceu com 82%, sendo o governador mais votado do Brasil. Porém, Jarbas continua sendo o principal nome do PMDB no Estado e, curiosamente, é um dos maiores defensores da candidatura presidencial de Campos. 

Por sua vez, de acordo com informações do jornal Folha de Pernambuco, o prefeito Júlio Lóssio afirmou que se sentia “contemplado” caso Jarbas tentasse se reeleger no Senado, da mesma forma como seria plausível, na avaliação do gestor, o deputado Raul Henry disputar uma eleição majoritária. “A fala de Júlio foi muito elegante, inclusive, e eu faço questão de frisar”, declarou Henry.

O fato é que, se o PMDB lançar candidatura própria, Eduardo Campos perderá apoio político visando o seu projeto presidencial. Vale ressaltar que Jarbas se aproximou de Campos no ano passado e, hoje, uma parte do PMDB nacional apoia o governador rumo ao pleito presidencial 2014. No entanto, o deputado Raul Henry frisa que não há definição alguma sobre a eleição do próximo ano dentro do PMDB.

“Houve interpretação de que o PMDB de Pernambuco já tem candidato a governador a partir de hoje, o que não procede. Restou a ideia de que a definição dessa suposta candidatura se deu através de um embate com ala jarbista do PMDB, e também não aconteceu nada disso”, declarou.

Já o senador Jarbas Vasconcelos também preferiu não manifestar a sua posição sobre a eleição 2014. “Lóssio é um bom nome, mas não vou decidir, não vou ser contra candidatura própria e nem defender agora. Não sei fazer política com esta antecipação”, observou. O parlamentar disse, ainda, que não acredita na possibilidade de uma intervenção da Executiva nacional do PMDB em Pernambuco devido ao bom trânsito de Lóssio com a cúpula nacional. Sobre o apoio à reeleição de Dilma, o senador – que é um dos maiores críticos do Governo Federal - afirmou que esta possibilidade é zero, embora tenha ressaltado que não falava em nome da direção estadual.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247