Reforma da Previdência é debatida em fóruns de trabalhadores e de patrões

Trabalhadores e empresários cearenses estarão debatendo, na próxima quinta-feira (16), o projeto de Reforma da Previdência, que se encontra no Senado. O debate com os trabalhadores é uma realização da Frente Brasil Popular do Ceará,  com a participação do ex-ministro do Desenvolvimento Social do governo de Dilma Rousseff, Carlos Gabas. O setor empresarial também debate a reforma, na mesma quinta-feira, em evento promovido pelo Centro Industrial do Ceará, com o economista Paulo Tafner, autor do livro "Previdência no Brasil: debates, dilemas e escolhas" e a advogada Regina Jansen, presidenta da Comissão de Direito Previdenciário e Assistência Social da OAB/CE

Trabalhadores e empresários cearenses estarão debatendo, na próxima quinta-feira (16), o projeto de Reforma da Previdência, que se encontra no Senado. O debate com os trabalhadores é uma realização da Frente Brasil Popular do Ceará,  com a participação do ex-ministro do Desenvolvimento Social do governo de Dilma Rousseff, Carlos Gabas. O setor empresarial também debate a reforma, na mesma quinta-feira, em evento promovido pelo Centro Industrial do Ceará, com o economista Paulo Tafner, autor do livro "Previdência no Brasil: debates, dilemas e escolhas" e a advogada Regina Jansen, presidenta da Comissão de Direito Previdenciário e Assistência Social da OAB/CE
Trabalhadores e empresários cearenses estarão debatendo, na próxima quinta-feira (16), o projeto de Reforma da Previdência, que se encontra no Senado. O debate com os trabalhadores é uma realização da Frente Brasil Popular do Ceará,  com a participação do ex-ministro do Desenvolvimento Social do governo de Dilma Rousseff, Carlos Gabas. O setor empresarial também debate a reforma, na mesma quinta-feira, em evento promovido pelo Centro Industrial do Ceará, com o economista Paulo Tafner, autor do livro "Previdência no Brasil: debates, dilemas e escolhas" e a advogada Regina Jansen, presidenta da Comissão de Direito Previdenciário e Assistência Social da OAB/CE (Foto: Fatima 247)

Trabalhadores cearenses estarão debatendo, na próxima quinta-feira (16), a partir das 14h30min, no complexo das comissões da Assembleia Legislativa, os projetos do Governo Federal que propõem a reforma da previdência e a reforma trabalhista. O evento é uma realização da Frente Brasil Popular do Ceará. O ex-ministro do Desenvolvimento Social do governo de Dilma Rousseff, Carlos Gabas, foi convidado para fazer o debate.

Em recente entrevista ao Portal Vermelho, Carlos Gabas disse ser necessário atualizar as regras da previdência, em função da transição demográfica, mas que "é preciso debater com os atores do processo, que são os empresários, os trabalhadores, os aposentados, o próprio governo, para encontrar alternativas de fontes de financiamento, de funcionamento, de fim de isenção, que ajude a equilibrar sem retirar direitos". Gabas contestou ainda que haja déficit na previdência. “O que há é uma queda brutal de arrecadação. Você não pode, por um problema de arrecadação, tirar direitos. O remédio é crescimento econômico”.

Empresariado

Os empresários cearense também querem debater o projeto de Reforma da Previdência. Na mesma quinta-feira (16), o Centro Industrial do Ceará (CIC) realiza um debate, às 18h30, no auditório da Federação das Indústrias do Ceará (FIEC). Para o debate o CIC convidou o economista e professor Paulo Tafner, autor do livro "Previdência no Brasil: debates, dilemas e escolhas" e um dos organizadores de "Reforma da Previdência - a visita da velha senhora"  e a advogada Regina Jansen, especialista em Direito Previdenciário e presidenta da Comissão de Direito Previdenciário e Assistência Social da OAB/CE.

Em recente evento da OAB Ceará, Regina Jansem defendeu que a reforma seja precedida de um amplo debate com a sociedade. "Não pode haver uma reforma desse porte, tampouco a redução de direitos sociais, sem antes ocorrer um debate com as entidades civis. A previdência constitui um seguro social que protege o segurado nos momentos mais difíceis da vida, por isso é necessária uma reforma que envolva o amplo debate com as entidades civis, e que dele resulte a manutenção e proteção dos direitos sociais”.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247