Regina Sousa: ‘eleição direta daria legitimidade a qualquer pessoa’

Apesar do levantamento da Folha de São Paulo apontar para uma maioria das lideranças do Congresso ser contra a mudança na Constituição para convocar eleições diretas, a senadora Regina Sousa (PT-PI) crê na aprovação da PEC; "Vemos um governo agonizante, um país em crise profunda. O governo não tem a grandeza de resolver os problemas renunciando, mas terão que caminhar pelos caminhos possíveis, dentro da legalidade. Tem que aprovar a PEC para eleição direta o que daria legitimidade a qualquer pessoa"

 senadora Regina Sousa (PT-PI). Foto: Ana Volpe/Agência Senado
 senadora Regina Sousa (PT-PI). Foto: Ana Volpe/Agência Senado (Foto: Leonardo Lucena)

Piauí Hoje - Apesar do levantamento da Folha de São Paulo apontar para uma maioria das lideranças do Congresso Nacional ser contra a mudança na Constituição para convocar eleições diretas, a senadora Regina Sousa (PT-PI) crê na aprovação da Proposta de Emenda à Constituição, de autoria do deputado Miro Teixeira (PMDB-RJ) convocando eleições diretas para presidência da República.

"Vemos um governo agonizante, um país em crise profunda. O governo não tem a grandeza de resolver os problemas renunciando, mas terão que caminhar pelos caminhos possíveis, dentro da legalidade. Tem que aprovar a PEC para eleição direta o que daria legitimidade a qualquer pessoa", aposta.

A senadora petista acredita que a PEC pode ser aprovada. "O relatório já foi lido na terça e a gente vai votar na comissão e, se lá tiver de acordo, vai para o plenário como urgência. Acho que qualquer pessoa com juízo vai ver que esse país só vai ter tranquilidade se for uma pessoa legitimada pelo povo para assumir assumi-lo", acrescenta Regina Sousa.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247