Rejeitado, Aécio pode provocar debandada no PSDB

 O senador Aécio Neves (PSDB-MG) enfrenta um crescente isolamento dentro do PSDB e já é rejeitado no palanque de dois pré-candidatos ao governo de Minas – Rodrigo Pacheco (ainda no MDB, mas prestes a se filiar ao DEM) e Marcio Lacerda (PSB); mais um fator dificuldade ainda mais a vida do tucano: correligionários têm feito ameaças de debandada do partido; um deputado desejou a saída de Aécio do PSDB

Brasília - Senador Aécio Neves fala à imprensa após audiência com o presidente Michel Temer no Palácio do Planalto (Wilson Dias/Agência Brasil)
Brasília - Senador Aécio Neves fala à imprensa após audiência com o presidente Michel Temer no Palácio do Planalto (Wilson Dias/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - O senador Aécio Neves (PSDB-MG) enfrenta um crescente isolamento dentro do PSDB e já é rejeitado no palanque de dois pré-candidatos ao governo de Minas – Rodrigo Pacheco (ainda no MDB, mas prestes a se filiar ao DEM) e Marcio Lacerda (PSB). Mais um fator dificuldade ainda mais a vida do tucano: correligionários têm feito ameaças de debandada do partido, de acordo com informações publicadas pelo Jornal O Tempo (MG).

O tucano, que em 2014 perdeu a eleição presidencial no primeiro e no segundo turnos em seu próprio reduto eleitoral para a então candidata à reeleição Dilma Rousseff, passou a enfrentar mais resistências na sigla para subir em algum palanque depois de ter sido flagrado, em gravação da JBS, pedindo propina de R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, que é sócio da empresa e está preso.

Em entrevista ao veículo mineiro, um deputado desejou a saída de Aécio do PSDB. “Seria melhor se ele saísse do partido. Assim, livraria todo mundo desse constrangimento. Ele conseguiu destruir o clima na legenda. E, por isso, ninguém quer coligar com a gente, e nenhum nome, como o senador Antonio Anastasia (PSDB), aceita disputar o governo. Ninguém quer carregar a culpa dele”, admitiu em off.

Leia mais

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247