Renan anuncia esforços para votar MP dos Portos

"Torço para que a MP seja aprovada e trabalhamos nessa direção. Se a Câmara aprovar segunda-feira, nós a apreciaremos no Senado, mas precisamos do reconhecimento dessa excepcionalidade pelos líderes. Como é uma matéria de interesse do Brasil, sobretudo nesse momento de crise internacional, em que nós precisamos incrementar nossas exportações, acho que isso ajuda no sentido do convencimento", disse o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL)

Renan anuncia esforços para votar MP dos Portos
Renan anuncia esforços para votar MP dos Portos (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Da Agência Senado - O presidente do Senado, Renan Calheiros, afirmou, na manhã desta quinta-feira (9), que fará todos os esforços para que a Casa vote a tempo a Medida Provisória 595/2012, que regulamenta o sistema portuário. Se não for votada até o próximo dia 16, a MP perde a validade. Renan Calheiros observou que esse é um assunto de interesse do Brasil, sobretudo num momento de crise econômica internacional.

Ele não desconsiderou as dificuldades de aprovação de uma medida provisória sem que os senadores tenham um prazo mínimo de dez dias para discuti-la, mas mostrou-se otimista. Disse que o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, pretende convocar uma sessão para votar a matéria na segunda-feira (13) naquela Casa. Por isso, Renan Calheiros disse que pretende conversar com os líderes partidários a fim de apressar a votação também no Senado.

- Torço para que a MP seja aprovada e trabalhamos nessa direção. Se a Câmara aprovar segunda-feira, nós a apreciaremos no Senado, mas precisamos do reconhecimento dessa excepcionalidade pelos líderes. Como é uma matéria de interesse do Brasil, sobretudo nesse momento de crise internacional, em que nós precisamos incrementar nossas exportações, acho que isso ajuda no sentido do convencimento, para que possamos apreciar a matéria num prazo diferente daquele que a gente vem observando ao longo dos últimos anos.

A Câmara tentou votar a MP nesta quarta-feira (8), mas uma troca de acusações entre os deputados Anthony Garotinho (PR-RJ) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ) provocou o adiamento da decisão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247