Renan: mais do que nunca Lula é um preso político

Em visita ao ex-presidente Lula junto com uma comitiva de senadores em Curitiba (PR), o senador Renan Calheiros (MDB-AL) afirmou que Lula "foi condenado sem provas em primeira instância e uma antecipação da execução da pena, o que conflita com a Constituição e fundamentalmente com a democracia. Não pode continuar a existir no País"; "Mais do que nunca (Lula) é preso político", afirmou Renan

Renan: mais do que nunca Lula é um preso político
Renan: mais do que nunca Lula é um preso político (Foto: Esq.: Waldemir Barreto - Ag. Senado / Dir.: Stuckert)

Alagoas 247 - O senador Renan Calheiros (MDB-AL) manifestou solidariedade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta terça-feira (17), dia em que participou de uma visita a ele junto com membros da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

"Encontramos lula convicto de que vai demonstrar sua inocência. Foi condenado sem provas em primeira instância e com uma antecipação da execução da pena, o que conflita com a Constituição e fundamentalmente com a democracia. Não pode continuar a existir no País", disse o parlamentar.

Questionado se a declaração quer dizer apoio político ao principal nome do PT, Renan disse que significa "solidariedade ao (ex) presidente Lula e pelo que ele representa para o País".

"E para cobrarmos que este processo siga a legalidade. Mais do que nunca é preso político", afirmou ele, acrescentando que o crescimento de Lula nas pesquisas é "a certeza do povo brasileiro" de que o ex-presidente está sendo injustiçado.

Atualmente, Lula, mesmo preso, lidera as pesquisas eleitorais. O primeiro levantamento presidencial do Ibope do ano, contratada pela CNI e divulgada no final do mês passado, apontou o ex-presidente em primeiro lugar com 33% dos votos, mais que o dobro do segundo colocado, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), com 15%, seguido pela ex-senadora Marina Silva, da Rede (7%).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247