Renan muda secretários após o carnaval

Durante lançamento da pedra fundamental da empresa BRH Indústria e Comércio de produtos químicos no Polo Multifabril, em Marechal Deodoro, na grande Maceió, o governador Renan Filho (PMDB) informou que vai analisar a mudança do secretariado depois do carnaval; "Estamos observando, conversando. É natural que o governo, mesmo entendendo que a coisa está indo bem, faça alguma correção de rumo”, explicou

Durante lançamento da pedra fundamental da empresa BRH Indústria e Comércio de produtos químicos no Polo Multifabril, em Marechal Deodoro, na grande Maceió, o governador Renan Filho (PMDB) informou que vai analisar a mudança do secretariado depois do carnaval; "Estamos observando, conversando. É natural que o governo, mesmo entendendo que a coisa está indo bem, faça alguma correção de rumo”, explicou
Durante lançamento da pedra fundamental da empresa BRH Indústria e Comércio de produtos químicos no Polo Multifabril, em Marechal Deodoro, na grande Maceió, o governador Renan Filho (PMDB) informou que vai analisar a mudança do secretariado depois do carnaval; "Estamos observando, conversando. É natural que o governo, mesmo entendendo que a coisa está indo bem, faça alguma correção de rumo”, explicou (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - O governador do estado, Renan Filho (PMDB), informou que vai analisar a mudança do secretariado depois do carnaval. O anúncio foi feito durante o lançamento da pedra fundamental da empresa BRH Indústria e Comércio de produtos químicos, na manhã desta quarta-feira (6), no Polo Multifabril, em Marechal Deodoro. 

Segundo o governador, a equipe está dialogando e observando para ver as necessidades de ajustes, já que um novo ano teve início e se faz necessário analisar o cenário político. 

"Estamos observando, conversando. É natural que o governo, mesmo entendendo que a coisa está indo bem, faça alguma correção de rumo, uma mudança de perfil. Não é que eu não esteja satisfeito, mas podemos ter um perfil que possa cumprir um papel em 2016, diferente do que precisávamos em 2015", disse Renan. 

Reserva técnica

Sobre a questão da reserva técnica, o governador argumentou que não foi informado ainda da decisão e que o Estado precisa analisar, até porque não tem dinheiro para pagar aos servidores. Porém, garantiu que a reserva será chamada. 

"Eu não conheço essa decisão, vou dar uma olhada. Estamos convocando as reservas técnicas, mas é complicado uma determinação judicial de convocação de reserva técnica num cenário de crise como esse, sem observar a questão financeira e legal do Estado. Estamos acima do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e, no caso de uma determinação em primeira instância, o Estado deve olhar bem para ver o que vai fazer. Não é um caminho natural as convocações acontecerem por ordem judicial. Infelizmente, só quem sabe onde o calo do sapato aperta é o Executivo. Vamos convocar a reserva técnica da Educação, já afirmei isso, mas precisamos fazer dentro de um cronograma em que possamos pagar", ponderou Renan. 

Prévias do carnaval

O peemedebista falou também sobre as prévias carnavalescas, afirmando que há possibilidade de o governo continuar apoiando, até porque "ajuda a aquecer a economia local". Para o governador, as prefeituras têm uma responsabilidade grande com o carnaval, o que não isenta o apoio do Estado. 

"Devemos apoiar e já fizemos isso em anos anteriores. Não é algo que cause um transtorno muito grande para o Estado, e ajuda a nossa Economia. Na semana das prévias, Maceió é a cidade do Nordeste que mais recebe turistas. O pinto da madrugada, por exemplo, está consagrado no calendário cultural e turístico e é importante que façamos um esforço", pontuou o governador. 

Cardiopatia

Renan aproveitou a ocasião para falar sobre a criança cardiopata que necessita de tratamento fora do estado. Ele disse que a secretaria está resolvendo os trâmites para a transferência.

"Abrimos o serviço de cardiopatia infantil que Alagoas não tinha. Antes nenhuma criança era tratada aqui; todas eram remetidas para fora. Reabrimos e tratando uma série de crianças. Mas essa específica tem um problema grave que não é tratado em todos os locais do Brasil. Mas a secretaria está se empenhando para o tratamento". 

Pedra fundamental 

Hoje, ocorreu o lançamento da pedra fundamental da BHR Indústria e Comércio de produtos químicos. O investimento é de R$ 25 milhões e a fábrica vai gerar 72 empregos diretos na primeira fase. "Marechal se transformou no grande polo industrial de Alagoas. Aqui se instalou a cadeia da química e do plástico e, agora, teremos mais uma indústria, que vai produzir para todo o país e utilizar insumos da Braskem", assinalou Renan Filho. 

Com gazetaweb.com

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247