Renan quer investimentos prioritários para Alagoas

Durante o 3º Encontro de Governadores do Nordeste, em Natal, no Rio Grande do Norte, O governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB-AL), teve uma reunião com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, na qual defendeu investimentos prioritários para Alagoas, caso do Canal do Sertão e as adutoras que derivam dele ,duplicação da BR-101 e Minha Casa, Minha Vida; de acordo com Renan Filho, Joaquim Levy se mostrou aberto ao diálogo e pediu que os governadores elaborem uma carteira de investimentos prioritários

Durante o 3º Encontro de Governadores do Nordeste, em Natal, no Rio Grande do Norte, O governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB-AL), teve uma reunião com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, na qual defendeu investimentos prioritários para Alagoas, caso do Canal do Sertão e as adutoras que derivam dele ,duplicação da BR-101 e Minha Casa, Minha Vida; de acordo com Renan Filho, Joaquim Levy se mostrou aberto ao diálogo e pediu que os governadores elaborem uma carteira de investimentos prioritários
Durante o 3º Encontro de Governadores do Nordeste, em Natal, no Rio Grande do Norte, O governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB-AL), teve uma reunião com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, na qual defendeu investimentos prioritários para Alagoas, caso do Canal do Sertão e as adutoras que derivam dele ,duplicação da BR-101 e Minha Casa, Minha Vida; de acordo com Renan Filho, Joaquim Levy se mostrou aberto ao diálogo e pediu que os governadores elaborem uma carteira de investimentos prioritários (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

agenciaalagoas.al.gov.br/Telma Elita - O chefe do Executivo de Alagoas, Renan Filho, participou nesta sexta-feira (8) do 3º Encontro de Governadores do Nordeste, na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte. Antes do evento, os nove gestores debateram o desenvolvimento da região com o ministro da Fazenda Joaquim Levy. Em pauta, o ajuste fiscal, as prioridades de investimento e as consequências da unificação das alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

De acordo com Renan Filho, Joaquim Levy se mostrou aberto ao diálogo. "O ministro foi receptivo, ouvindo as sugestões dos governadores. Eu trouxe algumas, apresentei as necessidades de investimento, a importância de concessões em algumas áreas", declarou.

Sobre a unificação do ICMS, questão que brevemente será decidida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o governador de Alagoas afirmou que o ministro da Fazenda revelou as possíveis consequências para o Nordeste. "Ele [Joaquim Levy] destacou três: os estados da região devem crescer em arrecadação própria; o governo federal vai admitir a possibilidade de novos empréstimos para que os estados invistam em infraestrutura e se preparem para atrair novos negócios; e investimentos estruturantes feitos diretamente pelo governo federal – a não paralisão de obras", informou.

O ministro Joaquim Levy também pediu aos governadores que desenhassem uma carteira de investimentos prioritários. Para Alagoas, Renan Filho ressaltou, por exemplo, a duplicação da BR-101; as obras hídricas, especialmente o Canal do Sertão e as adutoras que derivam dele; e a importância de recursos para o Minha Casa, Minha Vida.

Ajuste fiscal

A votação do ajuste fiscal, em Brasília, também foi discutida entre os chefes do Executivo e o ministro da Fazenda. O tema será retomado no próximo dia 20. O presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros, convocou todos os governadores do país para fazer um amplo debate, no Senado.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247