Renovada com Flávio Buonaduce, OAB Forte busca manter hegemonia

Depois de discussões internas e fofocas de bastidores sobre racha, o tradicional grupo OAB Forte apresenta a candidatura de Flávio Buonaduce Borges como representante legítima do legado do grupo para disputar a eleição de novembro; projeto de Buonaduce é chancelado por figuras históricas da OAB Forte, como os ex-presidentes da Ordem em Goiás, Miguel Cançado e Felicíssimo Sena; “Escolha do nome do Flávio Buonaduce se deu democraticamente dentro do grupo. Fizemos várias reuniões e em uma delas constituímos uma comissão, composta por 14 advogados e presidentes de subseções, que se dispuseram a representar o grupo como um todo", afirma Cançado

Depois de discussões internas e fofocas de bastidores sobre racha, o tradicional grupo OAB Forte apresenta a candidatura de Flávio Buonaduce Borges como representante legítima do legado do grupo para disputar a eleição de novembro; projeto de Buonaduce é chancelado por figuras históricas da OAB Forte, como os ex-presidentes da Ordem em Goiás, Miguel Cançado e Felicíssimo Sena; “Escolha do nome do Flávio Buonaduce se deu democraticamente dentro do grupo. Fizemos várias reuniões e em uma delas constituímos uma comissão, composta por 14 advogados e presidentes de subseções, que se dispuseram a representar o grupo como um todo", afirma Cançado
Depois de discussões internas e fofocas de bastidores sobre racha, o tradicional grupo OAB Forte apresenta a candidatura de Flávio Buonaduce Borges como representante legítima do legado do grupo para disputar a eleição de novembro; projeto de Buonaduce é chancelado por figuras históricas da OAB Forte, como os ex-presidentes da Ordem em Goiás, Miguel Cançado e Felicíssimo Sena; “Escolha do nome do Flávio Buonaduce se deu democraticamente dentro do grupo. Fizemos várias reuniões e em uma delas constituímos uma comissão, composta por 14 advogados e presidentes de subseções, que se dispuseram a representar o grupo como um todo", afirma Cançado (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O tradicional grupo OAB Forte diz estar preparado para tentar vencer mais uma eleição na Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO), em novembro, e assim assegurar uma trajetória que já dura 20 anos.

Depois de discussões internas e fofocas de bastidores sobre racha, a OAB Forte apresenta a candidatura de Flávio Buonaduce Borges como representante legítima do legado do grupo.

O projeto de Buonaduce é chancelado por figuras históricas da OAB Forte, como os ex-presidentes da Ordem em Goiás, Miguel Cançado e Felicíssimo Sena.

“A escolha do nome do Flávio Buonaduce se deu democraticamente dentro do grupo OAB Forte. Fizemos várias reuniões e em uma delas constituímos uma comissão, composta por 14 advogados e presidentes de subseções, que se dispuseram a representar o grupo como um todo. Três nomes se colocaram como pré-candidatos, Flávio Buonaduce, Julio Meirelles e Pedro Paulo de Medeiros. Os dois últimos decidiram abrir mão da candidatura em favor do primeiro. E o nome do Flávio foi avalizado pelo grupo de porta-vozes”, explica Cançado.

O secretário-geral da OAB-GO, Julio Meirelles, e o conselheiro federal por Goiás, Pedro Paulo de Medeiros, afirmam que deixaram de lado suas pré-candidaturas por acreditarem que o momento era mais propício para viabilizar o projeto de Buonaduce.

“Flávio Buonaduce reúne os principais requisitos para presidir a OAB-GO. É advogado militante e professor reconhecidamente capacitado, o que lhe rendeu cadeira na UFG, posto já ocupado inclusive por seu pai e avô. Além disso, possui experiência administrativa exitosa na Instituição, tendo sido secretário-geral, conselheiro, presidente de comissão e diretor da ESA”, diz Meirelles.

Em nota oficial divulgada após o lançamento da pré-candidatura de Flávio Buonaduce, em 28 de julho, Felicíssimo Sena declarou que “a OAB Forte decide agora um novo caminho apoiando a candidatura de Flávio Buonaduce. Vamos resgatar a OAB e devolver o prestígio ao advogado”, concluiu.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email