Requalificação da Colina Sagrada e construção do Caminho da Fé começam em março

Em comemoração do aniversário de Salvador, o mês de março marcará também o início da requalificação de trechos da Cidade Baixa, como o entorno da Colina Sagrada – que inclui a Praça do Largo do Bonfim e do Largo da Baixa do Bonfim - e a criação do chamado 'Caminho da Fé'; o financiamento para execução dos dois projetos será de R$ 28 milhões, entre recursos municipais e federais, conforme acordo firmado pelo prefeito ACM Neto com a Caixa Econômica Federal, na quarta-feira (10)

Em comemoração do aniversário de Salvador, o mês de março marcará também o início da requalificação de trechos da Cidade Baixa, como o entorno da Colina Sagrada – que inclui a Praça do Largo do Bonfim e do Largo da Baixa do Bonfim - e a criação do chamado 'Caminho da Fé'; o financiamento para execução dos dois projetos será de R$ 28 milhões, entre recursos municipais e federais, conforme acordo firmado pelo prefeito ACM Neto com a Caixa Econômica Federal, na quarta-feira (10)
Em comemoração do aniversário de Salvador, o mês de março marcará também o início da requalificação de trechos da Cidade Baixa, como o entorno da Colina Sagrada – que inclui a Praça do Largo do Bonfim e do Largo da Baixa do Bonfim - e a criação do chamado 'Caminho da Fé'; o financiamento para execução dos dois projetos será de R$ 28 milhões, entre recursos municipais e federais, conforme acordo firmado pelo prefeito ACM Neto com a Caixa Econômica Federal, na quarta-feira (10) (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Em comemoração do aniversário de Salvador, o mês de março marcará também o início da requalificação de trechos da Cidade Baixa, como o entorno da Colina Sagrada – que inclui a Praça do Largo do Bonfim e do Largo da Baixa do Bonfim - e a criação do chamado 'Caminho da Fé'. Este último, por exemplo, diz respeito à criação de um corredor exclusivo para devotos do Senhor do Bonfim, na Avenida Dendezeiros.

O financiamento para execução dos dois projetos será de R$ 28 milhões, entre recursos municipais e federais, conforme acordo firmado pelo prefeito ACM Neto com a Caixa Econômica Federal, na quarta-feira (10).

Os projetos são coordenados pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) e têm como proposta potencializar o caráter simbólico da Igreja Basílica de Nosso Senhor do Bonfim em relação ao entorno, com reforço do eixo Largo/Catedral. As intervenções serão responsáveis ainda pela ampliação dos limites da Praça do Largo para dar a sensação de continuidade das escadarias da igreja. O investimento para as obras no entorno da Colina Sagrada será de cerca de R$ 17 milhões, desta vez oriundos exclusivamente de recursos municipais.

Conforme o projeto, a pavimentação do local será composta por mosaico e grafismos marcados no piso em pedra portuguesa. O sistema viário será redesenhado com retirada das vias em frente à entrada da escadaria principal e à Casa dos Romeiros. Com isso, os motoristas deverão fazer o retorno pelos fundos da basílica, junto à Casa do Juiz da Devoção, na esquina com a Ladeira dos Romeiros.

Integrada ao conjunto de casas do entorno, será criado o Abrigo de Velas, um espaço próprio para os fiéis acenderem velas e eliminar riscos de incêndio na igreja. Também será disponibilizado o espaço de distribuição de água benta, com a função de ofertar aos visitantes o acesso à água santificada.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247