Rio Grande do Sul registra 1ª morte por causa do frio

Um homem de 53 anos foi encontrado morto em uma propriedade rural do município de Sinimbu e a causa da morte foi confirmada nesta quarta-feira 24 como hipotermia (quando a temperatura do corpo cai abaixo do normal); "Ele deve ter dormido do lado de fora e como está muito frio, não resistiu", disse o secretário municipal de Saúde, Plínio Weigel

Rio Grande do Sul registra 1ª morte por causa do frio
Rio Grande do Sul registra 1ª morte por causa do frio (Foto: LAURO ALVES)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Luana Lourenço
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O município de Sinimbu, no Rio Grande do Sul, registrou o primeira morte provocada pelo frio intenso que atinge a região. Um homem de 53 anos foi encontrado morto em uma propriedade rural do município e a causa da morte foi confirmada hoje (24) como hipotermia (quando a temperatura do corpo cai abaixo do normal).

A onda de frio que atinge o Sul do país tem provocado temperaturas negativas em várias cidades da região. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou geada em 15 cidades do Rio Grande do Sul e em 15 de Santa Catarina. No Paraná, 44 municípios estão com temperaturas abaixo de 0 grau Celsius (°C).

De acordo com o secretário de Saúde de Sinimbu, Plínio Weigel, o homem foi encontrado sem marcas de violência, mas com sinais de embriaguez. "Ele deve ter dormido do lado de fora e como está muito frio, não resistiu". Segundo o secretário, não há casos de pessoas desabrigadas ou registro de moradores de rua na cidade.

As temperaturas na região devem permanecer muito baixas pelo menos até o fim de semana, quando devem aumentar um pouco e chegar a mínimas de 4°C, de acordo com o Inmet.

Edição: Carolina Pimentel

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247