Risco de homicídio é três vezes maior para negros do que para não negro, aponta Índice de Equidade Racial

Para homicídios com armas de fogo, o risco é 3,6 vezes maior para negros, de acordo com o Índice Folha de Equidade Racial (Ifer)

www.brasil247.com -
(Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)


247 - O risco de pessoas negras serem assassinados no Brasil é três vezes maior do que entre pessoas não negras, de acordo com o Índice Folha de Equidade Racial (Ifer), que mapeou as mortes violentas intencionais no Brasil. Pela primeira vez em dez anos, a desproporção racial de homicídios foi registrada em todos os 27 estados brasileiros. Para homicídios com armas de fogo, o risco é 3,6 vezes maior para negros. As informações foram publicadas nesta segunda-feira (21) pelo jornal Folha de S.Paulo

O Ifer, criado pelos economistas Alysson Portella, Michael França e Sergio Firpo, mede a exclusão de pretos e pardos de estratos privilegiados da sociedade.

O estudo foi realizado no âmbito do recém-criado Núcleo de Estudos Raciais, do Insper, com informações de 2010 a 2020 dos sistemas de notificação do Ministério da Saúde. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247