Rodoviários decretam estado de greve

Em assembleia realizada nesta quinta-feira (7), os rodoviários de Salvador decidiram decretar estado de greve; a partir de então, segundo o presidente do sindicato que representa a categoria (Sintroba), Hélio Ferreira, os trabalhadores só podem fazer paralisação no prazo mínimo de 72 horas; ele garante que não haverá paralisação hoje; "A partir desse aviso, nós temos o prazo mínimo de 72 horas para decretar uma greve. Até o momento não há nenhum indício de paralisação, mas ainda iremos marcar assembleias para discutir o assunto", disse Hélio Ferreira; segundo o sindicato, os patrões não apresentaram propostas à pauta

Em assembleia realizada nesta quinta-feira (7), os rodoviários de Salvador decidiram decretar estado de greve; a partir de então, segundo o presidente do sindicato que representa a categoria (Sintroba), Hélio Ferreira, os trabalhadores só podem fazer paralisação no prazo mínimo de 72 horas; ele garante que não haverá paralisação hoje; "A partir desse aviso, nós temos o prazo mínimo de 72 horas para decretar uma greve. Até o momento não há nenhum indício de paralisação, mas ainda iremos marcar assembleias para discutir o assunto", disse Hélio Ferreira; segundo o sindicato, os patrões não apresentaram propostas à pauta
Em assembleia realizada nesta quinta-feira (7), os rodoviários de Salvador decidiram decretar estado de greve; a partir de então, segundo o presidente do sindicato que representa a categoria (Sintroba), Hélio Ferreira, os trabalhadores só podem fazer paralisação no prazo mínimo de 72 horas; ele garante que não haverá paralisação hoje; "A partir desse aviso, nós temos o prazo mínimo de 72 horas para decretar uma greve. Até o momento não há nenhum indício de paralisação, mas ainda iremos marcar assembleias para discutir o assunto", disse Hélio Ferreira; segundo o sindicato, os patrões não apresentaram propostas à pauta (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Em assembleia realizada nesta quinta-feira (7), os rodoviários de Salvador decidiram decretar estado de greve. A partir de então, segundo o presidente do Sindicato dos Rodoviários do Estado da Bahia (Sintroba), Hélio Ferreira, os trabalhadores só podem fazer paralisação no prazo mínimo de 72 horas. Ele garante que não haverá paralisação hoje (7). Após assembleia da categoria nesta tarde, os trabalhadores fazem uma manifestação neste momento, do Quartel dos Aflitos até a Prefeitura de Salvador.

"A partir desse aviso, nós temos o prazo mínimo de 72 horas para decretar uma greve. Até o momento não há nenhum indício de paralisação, mas ainda iremos marcar assembleias para discutir o assunto", disse Hélio Ferreira ao site Correio24horas. Segundo o sindicato, os patrões não apresentaram propostas à pauta.

Cumprindo a legislação, a partir do decreto de 'estado de greve', os rodoviários devem realizar uma nova assembleia para definir se entrarão em greve. Antes, segundo o Sindicato dos Rodoviários, é preciso haver a publicação de convocação para assembleia em jornais de grande circulação. A partir daí, a categoria pode parar a qualquer momento.

Segundo o vice presidente do sindicato dos rodoviários, Fábio Primo, será avaliada a proposta do Ministério Público do Trabalho (MPT) que propõe reajuste salarial com base na inflação mais 2,5% de ganho real.

Apresentada na quarta-feira (6), a proposta também inclui o ticket de R$ 16, com contrapartida de 5% desse valor paga pelo trabalhador, e redução da contrapartida no plano de saúde de R$ 27 para R$ 13,50.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247