Rodoviários fazem Operação Tartaruga

Os rodoviários de Porto Alegre realizaram a chamada Operação Tartaruga, quando os ônibus trafegam em velocidade reduzida e em fila nos principais corredores de acesso ao Centro da cidade; eles fizeram a operação nos corredores das avenidas Farrapos, João Pessoa e Osvaldo Aranha; os sindicalistas também realizaram marchas pelos corredores que foram encerradas na Rodoviária; entre outras pautas, os rodoviários pedem 15% de reajuste salarial e mais R$ 4 no vale alimentação; a proposta oficial dos empresários até o momento é de 8% e R$ 0,50 no tíquete

21/01/2016 - PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - Rodoviários fazem operação 'tartaruga' pedindo maior reajuste | Foto: Caroline Ferraz/Sul21
21/01/2016 - PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - Rodoviários fazem operação 'tartaruga' pedindo maior reajuste | Foto: Caroline Ferraz/Sul21 (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Luís Eduardo Gomes, Sul 21 - Os rodoviários de Porto Alegre realizaram na manhã desta quinta-feira (21) a chamada Operação Tartaruga, quando os ônibus trafegam em velocidade reduzida e em fila nos principais corredores de acesso ao Centro da cidade. Entre às 7h30 e 9h, eles realizaram a operação nos corredores das avenidas Farrapos, João Pessoa e Osvaldo Aranha. Os sindicalistas também realizaram marchas pelos corredores que foram encerradas na Rodoviária.

Entre outras pautas, os rodoviários pedem 15% de reajuste salarial e mais R$ 4 no vale alimentação. A proposta oficial dos empresários até o momento é de 8% e R$ 0,50 no tíquete. Para Adair da Silva, presidente do Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre (Stetpoa), esta proposta é “inaceitável e desrespeitosa”.

Segundo ele, porém, se houver uma proposta que, no minimo, equipare a inflação do último período, superior  a 11%, ela será levada para avaliação da categoria em assembleia. “Não aceitamos menos que a inflação e ganho real em cima. Abaixo do índice, há uma convicação de que vamos aceitar nem perto disso”, disse.

Está marcada para às 16h de hoje uma reunião do sindicato patronal das empresas de ônibus. Apesar de não haver informações sobre a possibilidade dos empresários oferecerem uma nova proposta, Adair da Silva diz acreditar que os rodoviários pelo menos serão chamados para uma nova rodada de negociações.

Os rodoviários dizem não ter planejadas novas manifestações para estar tarde ou para a manhã de sexta (22), mas a tendência é que novas ações semelhantes e em maior escala venham a ocorrer nos próximos caso não haja avanço nas negociações antes da data-base para o dissídio da categoria, dia 1º de fevereiro.

O último encontro entre as duas partes foi realizado na última segunda (18), quando foi feita a oferta de
8% de reajuste.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247