Rodoviários mantêm estado de greve e devem parar

Os rodoviários de Salvador farão assembleia nesta quinta-feira (14) às 9h para decidir se vão e quando paralisarão suas atividades; se aprovada, a greve terá início na terça (19) e será deflagrada por tempo indeterminado; de acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários no Estado da Bahia, Hélio Ferreira, os os empresários apresentaram "uma proposta vazia"; "Querem que a gente renuncie todos os pontos da pauta para poder discutir só o salário, e mesmo assim sem dizer quanto oferecem"

Os rodoviários de Salvador farão assembleia nesta quinta-feira (14) às 9h para decidir se vão e quando paralisarão suas atividades; se aprovada, a greve terá início na terça (19) e será deflagrada por tempo indeterminado; de acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários no Estado da Bahia, Hélio Ferreira, os os empresários apresentaram "uma proposta vazia"; "Querem que a gente renuncie todos os pontos da pauta para poder discutir só o salário, e mesmo assim sem dizer quanto oferecem"
Os rodoviários de Salvador farão assembleia nesta quinta-feira (14) às 9h para decidir se vão e quando paralisarão suas atividades; se aprovada, a greve terá início na terça (19) e será deflagrada por tempo indeterminado; de acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários no Estado da Bahia, Hélio Ferreira, os os empresários apresentaram "uma proposta vazia"; "Querem que a gente renuncie todos os pontos da pauta para poder discutir só o salário, e mesmo assim sem dizer quanto oferecem" (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Os rodoviários de Salvador farão assembleia nesta quinta-feira (14) às 9h, no Ginásio dos Bancários, na Ladeira dos Aflitos, para decidir se vão e quando paralisarão suas atividades. Se aprovada, a greve terá início na terça-feira (19) e será deflagrada por tempo indeterminado. 

O Ministério Público do Trabalho (MPT) decidiu encerrar a mediação entre os trabalhadores e os empresários do transporte urbano após reunião que acabou sem acordo hoje (13).

Após o primeiro encontro em que os procuradores apresentaram uma proposta, as negociações passaram a ter parâmetros.

A proposta original do MPT apresentada na primeira reunião previa ganho real de 2,5% acima da inflação no ano, reajuste no tíquete alimentação para R$16, com desconto de 5% desse valor em folha, a título de contrapartida, e redução do valor descontado dos funcionários a título de contrapartida para o plano de saúde, que cairia dos atuais R$ 27 para R$13,50.

Também foi proposta a criação de uma comissão para a implantação do Programa de Participação nos Lucros e Resultados, com prazo de 60 dias.

No encontro desta quarta-feira, os trabalhadores informaram que aceitariam as condições propostas pelo MPT na primeira reunião de mediação, mas que pretendiam ainda incluir outras cláusulas da pauta de reivindicações. O patronato, no entanto, só se dispôs a negociar se as discussões se limitassem ao percentual de reajuste e suas implicações. Como essa condição não foi aceita pelos rodoviários, a mediação teve que ser suspensa.

De acordo com o MPT, agora cabe às duas partes tentar retomar a negociação diretamente ou requerer uma nova mediação ao ministério ou à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego da Bahia (SRTE-BA).

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247