Rodoviários também protestam contra PEC

Como anunciado desde a semana passada, os rodoviários também aderiram aos protestos contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) e suspenderam a circulação dos ônibus em Maceió; segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sinttro) de Alagoas, cerca de 600 ônibus permaneceram nas garagens, afetando mais de 60 mil usuários

Como anunciado desde a semana passada, os rodoviários também aderiram aos protestos contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) e suspenderam a circulação dos ônibus em Maceió; segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sinttro) de Alagoas, cerca de 600 ônibus permaneceram nas garagens, afetando mais de 60 mil usuários
Como anunciado desde a semana passada, os rodoviários também aderiram aos protestos contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) e suspenderam a circulação dos ônibus em Maceió; segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sinttro) de Alagoas, cerca de 600 ônibus permaneceram nas garagens, afetando mais de 60 mil usuários (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - Em protesto contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que prevê congelar os gastos públicos pelos próximos 20 anos, rodoviários que circulam em Maceió pararam as atividades nesta sexta-feira (11).

Como anunciado na última quarta-feira (9), os ônibus ficaram nas garagens até as 8 horas. Somente após esse horário, os veículos saíram em direção aos terminais.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sinttro) de Alagoas, com o protesto, cerca de 600 ônibus deixaram de circular no início da manhã, afetando mais de 60 mil usuários do serviço.

O protesto de rodoviários contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 55/16, que chegou ao Senado Federal - a conhecida PEC 241/16 - foi decidido na última quarta-feira. 

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado de Alagoas (Sinttro/AL) alega que os trabalhadores não podem aceitar a medida que, segundo eles, vai provocar um retrocesso no país. 

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247