Rodovida Manutenção atinge 3 mil km recuperados

Programa Rodovida Manutenção executa serviços de conservação nas rodovias pavimentadas e não pavimentadas (mais de 3 mil quilômetros até o momento), com o objetivo de dar trafegabilidade aos 21,6 mil quilômetros de extensão da malha rodoviária; são intervenções rotineiras, dando prioridade aos trechos que apresentam maior necessidade de manutenção

Programa Rodovida Manutenção executa serviços de conservação nas rodovias pavimentadas e não pavimentadas (mais de 3 mil quilômetros até o momento), com o objetivo de dar trafegabilidade aos 21,6 mil quilômetros de extensão da malha rodoviária; são intervenções rotineiras, dando prioridade aos trechos que apresentam maior necessidade de manutenção
Programa Rodovida Manutenção executa serviços de conservação nas rodovias pavimentadas e não pavimentadas (mais de 3 mil quilômetros até o momento), com o objetivo de dar trafegabilidade aos 21,6 mil quilômetros de extensão da malha rodoviária; são intervenções rotineiras, dando prioridade aos trechos que apresentam maior necessidade de manutenção (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O programa Rodovida Manutenção executa serviços de conservação nas rodovias pavimentadas e não pavimentadas (mais de 3 mil quilômetros até o momento), com o objetivo de dar trafegabilidade aos 21,6 mil quilômetros de extensão da malha rodoviária. São intervenções rotineiras, dando prioridade aos trechos que apresentam maior necessidade de manutenção.

As equipes da Agetop estão concentradas nos seguintes trechos:

São Luis de Montes Belos-Iporá

O trecho com 95 quilômetros da GO-060, entre São Luis de Montes Belos e Iporá, passa por reparos localizados na pista e no acostamento e roçagem das margens da rodovia e limpeza geral. A via está localizada no Centro Goiano e faz ligação de municípios economicamente importantes para a localidade, como Trindade, Iporá e Piranhas. O trecho faz parte da região 7, com 713,1 quilômetros, do programa Rodovida Manutenção, que executa serviços de conservação em forma de rodízio.

Jataí-Serranópolis

Reparos localizados na pista e nos acostamentos e roçagem das margens da rodovia e limpeza geral estão em andamento na GO-184, trecho entre Jataí e Serranópolis. As frentes de serviço funcionam em sistema de rodízio e começaram pelos segmentos em piores condições de tráfego na região 12, com 680,7 quilômetros. A rodovia tem intenso tráfego, já que é utilizada para acessar o Mato Grosso do Sul, sendo uma das principais vias de escoamento do Sul Goiano.

Sanclerlândia-Distrito de Choupana

Os serviços de reparos localizados na pista e nos acostamentos estão concentrados na GO-326, trecho Sanclerlândia-Distrito de Choupana, que faz parte da região 11 do Rodovida Manutenção. O segmento pertence ao Centro Goiano, região composta por 82 municípios. A rodovia recebe veículos de carga responsáveis pelo escoamento da produção de grãos e da agropecuária.

Goiânia-Aragoiânia / Mairipotaba-Cromínia

Na GO-217, entre Mairipotaba e Cromínia e na GO-040, entre Goiânia e Aragoiânia, trechos que pertencem à região 11, as equipes da Agetop promovem roçagem das margens da rodovia e limpeza geral. As máquinas trabalham na pista em forma de rodízio na região, com 718,3 quilômetros. Na GO-040 a roçagem é manual, pois, os pontos íngremes não comportam equipamentos de grande porte.


Nova Roma-Terezina de Goiás

As equipes da Agetop recuperam um trecho da rodovia não pavimentada GO-241, entre Nova Roma e Teresina de Goiás, que foi danificado devido às chuvas. A estrada, utilizada pelos agricultores, está sob um terreno arenoso e de serras. Máquinas retiram o pedregulho para, em seguida, recompor a base e patrolar a pista. O tráfego no trecho, Região 19, com 960,8 quilômetros do Rodovida Manutenção, está interrompido.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247