Rovai: Jaques Wagner começa a se mexer como Plano B

"Em Lula não podendo ser candidato, Jaques Wagner vai aceitar sê-lo. Ele é o preferido da direção do PT e foi o único a ser sondado por Lula para a missão quando as ameaças da inelegibilidade do ex-presidente surgiram", diz o jornalista Renato Rovai

Rovai: Jaques Wagner começa a se mexer como Plano B
Rovai: Jaques Wagner começa a se mexer como Plano B (Foto: Dir.: Elza Fiúza - ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Renato Rovai - O governador da Bahia, Rui Costa, deu uma entrevista ao O Estado de S. Paulo nesta quinta-feira (19) afirmando que considera que o PT deve abrir mão da cabeça de chapa em nome de um candidato de outro partido. O nome em questão seria o de Josué Alencar, filho do ex-vice de Lula.

Qualquer baiana que vende acarajé nas quebradas do Pelourinho sabe que Rui e Wagner falam um pelo outro. Wagner já teria dito isso ao presidente do PR, Waldemar Costa Neto. Que morreu de rir e pediu um documento assinado em cartório. Mas que ao mesmo tempo entendeu o recado. Em Lula não podendo ser candidato, Jaques Wagner vai aceitar sê-lo. Ele é o preferido da direção do PT e foi o único a ser sondado por Lula para a missão quando as ameaças da inelegibilidade do ex-presidente surgiram.

Leia a íntegra no Blog do Rovai

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247