RS quer eliminar intermediário na cadeia de leite

Secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio do Rio Grande do Sul (Seapa), Luiz Fernando Mainardi, argumentou que as pontas da cadeia leiteira dificilmente tiram vantagem de adulterações e defende que as indústrias assumam total responsabilidade pelo recebimento e transporte do produto

RS quer eliminar intermediário na cadeia de leite
RS quer eliminar intermediário na cadeia de leite

247 – Em meio à polêmica dos leites adulterados, o secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio do Rio Grande do Sul (Seapa), Luiz Fernando Mainardi, disse que o governo gaúcho deve propor um novo modelo de produção, eliminando os intermediários na cadeia produtiva.

Segundo as investigações da operação Leite Compensado, empresas responsáveis pelo transporte do leite cru adicionaram água e ureia – substância que contém formol, um elemento químico cancerígeno – para aumentar o volume do produto. A suspeita é de que o esquema possa ter adulterado até 100 milhões de litros nos últimos 12 meses.

Mainardi, argumentou que as pontas da cadeia leiteira – produtores e indústrias – dificilmente tiram vantagem de adulterações. “Tudo indica que a fraude esteja ocorrendo durante o deslocamento do leite para indústria”, sugere.

Nesse sentido, ele defende que as indústrias assumam total responsabilidade pelo recebimento e transporte do leite, buscando o produtor diretamente, sem a participação de intermediários. “A indústria, comprando diretamente do produtor, responsabilizando-se absolutamente pelo transporte, recebe, na porteira, um leite de qualidade”, avalia.

Em nota, o Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do estado (Sindilat/RS) disse que condena a adulteração do leite e que há meses acompanhava, em sigilo, as investigações do MP. Para o Sindilat, as indústrias foram “prejudicadas” pela fraude. O MP, no entanto, alega que as indústrias têm responsabilidade sobre o problema, pois seus processos de controle de qualidade não detectaram a alteração na matéria-prima.


Saiba quais são os lotes não recomendados para o consumo:

Leite Líder - UHT Integral
SIF 4182 - Fabricação: 17/12/12
Lote: TAP 1 MB

Leite Italac - UHT Integral
Goiás Minas - SIF 1369
Fabricação: 30/10/12 - Lote: L05 KM3
Fabricação: 5/11/12 - Lote: L13 KM3
Fabricação: 7/11/12 - Lote: L18 KM3
Fabricação: 8/11/12 - Lote: L22 KM4
Fabricação: 9/11/12 - Lote: L23 KM1

Leite Italac - UHT semidesnatado
Goiás Minas - SIF 1369
Fabricação: 5/11/12 - Lote: L12 KM1

Leite Mu-Mu - UHT Integral
Vonpar - SIF 1792
Fabricação: 18/01/13
Lote: 3 ARC

Leite Latvida - UHT Desnatado
VRS - Latvida - CISPOA 661
Fabricação: 16/2/2013 Validade: 16/6/2013

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247