Rui diz que só dá aumento se empresas cumprirem contrato

O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), informou que o aumento da passagem de ônibus não vai acontecer enquanto as empresas não cumprirem as cláusulas contratuais do Sistema de Integração Temporal na sua totalidade; de acordo com ele, a licitação feita há dois anos obriga as empresas a fazerem a integração temporal total, além da renovação de 100% das frotas e a formalização de um consórcio entre as empresas

Rui Palmeira inaugura o projeto Praia Acessível. Foto: Pei Fon Secom/Maceió
Rui Palmeira inaugura o projeto Praia Acessível. Foto: Pei Fon Secom/Maceió (Foto: Voney Malta)

Por Tatianne Brandão e Patrícia Mendonça/gazetaweb.com - O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), informou, na manhã desta sexta-feira (26), que o aumento da passagem de ônibus não vai acontecer enquanto as empresas de ônibus não cumprirem as cláusulas contratuais do Sistema de Integração Temporal na sua totalidade.

De acordo com o prefeito, a licitação feita há dois anos obriga as empresas a fazerem a integração temporal total, além da renovação de 100% das frotas e a formalização de um consórcio entre as empresas.

Ele destacou ainda que, até que essas questões sejam cumpridas, a prefeitura não irá se posicionar sobre qualquer tipo de reajuste. 

"Já determinei que a SMTT não vai tratar de qualquer reajuste de tarifa enquanto as empresas não cumprirem o que está posto no contrato. Sem o cumprimento, não há o que se falar sobre reajuste", disse.

OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO

Na manhã desta sexta-feira (26), o prefeito Rui Palmeira vistoriou as obras de pavimentação no entorno da Praça Padre Cícero, no Vergel do Lago, em Maceió. Ao todo estão sendo pavimentadas sete ruas. 

Nas ruas paralelas à praça estão sendo realizadas obras de drenagem, que já não davam conta da captação das águas das chuvas. Além disso a Superintendência de Limpeza Urbana (SLUM), instalará placas educativas e diariamente fiscais estarão no local com o intuito de inibir o descarte irregular de lixo.

O prefeito enfatizou que conta com a colaboração da população para manter a cidade limpa, "instalamos um Ecoponto há cerca de 400 metros da praça, onde as pessoas devem descartar grandes volumes de lixo", disse Rui Palmeira.

Um morador da região reconhece que o lixo é o maior motivador dos alagamentos no entorno da praça "diariamente carroceiros despejam lixo na praça, de uma semana pra cá fiscais tem inibido o descarte, diminuindo o número de lixo. Agora vamos poder frequentar a praça" disse José Cícero.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247