Rui e ACM retirarão processos entre eles

Passado o calor das eleições, o ambiente volta a ficar tranquilo entre o prefeito ACM Neto e o governador Rui Costa, líderes do DEM e do PT na Bahia, respectivamente; eles devem entrar em acordo para encerrar as ações judiciais que um moveu contra o outro na campanha de 2014; ontem (25), o Superior Tribunal de Justiça determinou que Rui apresentasse, no prazo de 15 dias, resposta à imputação, por conta da ação criminal que ACM moveu contra ele; nesta ação, o prefeito acusa o petista de calúnia, injúria e difamação; expectativa é que, após o entendimento, sejam excluídas essas ações movidas durante a campanha do ano passado

Passado o calor das eleições, o ambiente volta a ficar tranquilo entre o prefeito ACM Neto e o governador Rui Costa, líderes do DEM e do PT na Bahia, respectivamente; eles devem entrar em acordo para encerrar as ações judiciais que um moveu contra o outro na campanha de 2014; ontem (25), o Superior Tribunal de Justiça determinou que Rui apresentasse, no prazo de 15 dias, resposta à imputação, por conta da ação criminal que ACM moveu contra ele; nesta ação, o prefeito acusa o petista de calúnia, injúria e difamação; expectativa é que, após o entendimento, sejam excluídas essas ações movidas durante a campanha do ano passado
Passado o calor das eleições, o ambiente volta a ficar tranquilo entre o prefeito ACM Neto e o governador Rui Costa, líderes do DEM e do PT na Bahia, respectivamente; eles devem entrar em acordo para encerrar as ações judiciais que um moveu contra o outro na campanha de 2014; ontem (25), o Superior Tribunal de Justiça determinou que Rui apresentasse, no prazo de 15 dias, resposta à imputação, por conta da ação criminal que ACM moveu contra ele; nesta ação, o prefeito acusa o petista de calúnia, injúria e difamação; expectativa é que, após o entendimento, sejam excluídas essas ações movidas durante a campanha do ano passado (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Passado o calor das eleições, o ambiente volta a ficar tranquilo entre o prefeito ACM Neto e o governador Rui Costa, líderes do DEM e do PT na Bahia, respectivamente. Eles devem entrar em acordo para encerrar as ações judiciais que um moveu contra o outro na campanha de 2014.

Segundo publicação do jornal Tribuna da Bahia, o diálogo e as articulações para que isso ocorra estariam sendo feitos pelos assessores.

Na última quarta-feira (25), a ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou que Rui apresentasse, no prazo de 15 dias, resposta à imputação, por conta da ação criminal que o prefeito moveu contra ele. Nesta ação, ACM acusa o petista de calúnia, injúria e difamação.

A expectativa é que, após o entendimento, sejam excluídas essas ações movidas durante a campanha do ano passado. A ação penal contra Rui Costa tramita no Supremo porque ele tem foro privilegiado.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247