Rui evita falar sobre 2018, mas aliados comemoram popularidade no carnaval

Presente a todos os dias do carnaval de Salvador, o governador Rui Costa (PT) cumpriu sua promessa de não se concentrar em discussões políticas, e também fez sua parte para evitar rota de colisão com o prefeito ACM Neto (DEM); Rui se esquivou em vários momentos de falar sobre a disputa de 2018, quando ele deverá tentar se reeleger; foco do governador era destacar o investimento no 'Carnaval sem Cordas', motivo de queda de braço com ACM Neto; "Dá para perceber que quando não tem corda, você integra quem está na calçada com o público que está no asfalto e diminui o atrito e, consequentemente, o número das ocorrências. O Governo do Estado investe para democratizar o Carnaval da Bahia", disse Rui

Presente a todos os dias do carnaval de Salvador, o governador Rui Costa (PT) cumpriu sua promessa de não se concentrar em discussões políticas, e também fez sua parte para evitar rota de colisão com o prefeito ACM Neto (DEM); Rui se esquivou em vários momentos de falar sobre a disputa de 2018, quando ele deverá tentar se reeleger; foco do governador era destacar o investimento no 'Carnaval sem Cordas', motivo de queda de braço com ACM Neto; "Dá para perceber que quando não tem corda, você integra quem está na calçada com o público que está no asfalto e diminui o atrito e, consequentemente, o número das ocorrências. O Governo do Estado investe para democratizar o Carnaval da Bahia", disse Rui
Presente a todos os dias do carnaval de Salvador, o governador Rui Costa (PT) cumpriu sua promessa de não se concentrar em discussões políticas, e também fez sua parte para evitar rota de colisão com o prefeito ACM Neto (DEM); Rui se esquivou em vários momentos de falar sobre a disputa de 2018, quando ele deverá tentar se reeleger; foco do governador era destacar o investimento no 'Carnaval sem Cordas', motivo de queda de braço com ACM Neto; "Dá para perceber que quando não tem corda, você integra quem está na calçada com o público que está no asfalto e diminui o atrito e, consequentemente, o número das ocorrências. O Governo do Estado investe para democratizar o Carnaval da Bahia", disse Rui (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Presente a todos os dias do carnaval de Salvador, o governador Rui Costa (PT) cumpriu sua promessa de não se concentrar em discussões sobre política partidária, e também fez sua parte para evitar rota de colisão com o prefeito ACM Neto (DEM). Rui se esquivou em vários momentos de falar sobre a disputa de 2018, quando ele deverá tentar se reeleger.

Avaliando ser "prematuro", o único comentário que Rui fez sobre o pleito do próximo ano foi uma aposta pelas eleições presidenciais. Ele acredita que o ex-presidente Lula será o candidato mais forte. "O nome de Lula é o nome que vai aparecer liderando no Brasil e no Nordeste porque em minha opinião foi o melhor presidente da República do Brasil". O governador avalia também que "o que Lula fez pelo povo durante a sua gestão foi algo imbatível. Depois que Lula saiu, o nordeste voltou a ser esquecido pelas autoridades", disse Rui.

Em outro questionamento da imprensa, sobre a relação com o PSL depois que o deputado Marcelo Nilo deixou a presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), Rui não quis comentar a discussão que há em curso sobre a possibilidade de aumentar a participação do partido em seu governo. "Hoje não é dia de falar em mudança de governo". Os deputados do PSL têm reclamado de que a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) e a Embasa estão na cota pessoal de Marcelo Nilo.

Mas o foco do governador era destacar o investimento no 'Carnaval sem Cordas', motivo de queda de braço com a prefeito ACM Neto. Dá para perceber que quando não tem corda, você integra quem está na calçada com o público que está no asfalto e diminui o atrito e, consequentemente, o número das ocorrências. O Governo do Estado investe para democratizar o Carnaval da Bahia", disse Rui Costa.

Embora tenha rejeitado o assunto, a avaliação que ficou da folia foi de que Rui teve boa aceitação popular por onde passou. Percepção foi em uníssono entre os aliados que acompanharam o governador durante a festa. Por onde passava, Rui era acompanhado por uma comitiva composta por secretários de Estado, deputados federais e estaduais e vereadores.

Fiel acompanhante do governador foi o deputado federal Nelson Pelegrino. Além de apostar na força de Rui Costa para 2018, ele avaliou que o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaques Wagner, deve ser o próximo presidente do PT na Bahia, o que inclusive deve fortalecer a provável chapa do governador.

"Wagner está para o PT estadual como Lula está para o PT nacional. Acredito que se ele se colocar na disputa, não haverá disputa", aposta o deputado. Ele não vê ameaça numa possível candidatura do senador Otto Alencar (PSD), que por ora nega qualquer pretensão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247