Rui evita falar sobre 2018, mas aliados comemoram popularidade no carnaval

Presente a todos os dias do carnaval de Salvador, o governador Rui Costa (PT) cumpriu sua promessa de não se concentrar em discussões políticas, e também fez sua parte para evitar rota de colisão com o prefeito ACM Neto (DEM); Rui se esquivou em vários momentos de falar sobre a disputa de 2018, quando ele deverá tentar se reeleger; foco do governador era destacar o investimento no 'Carnaval sem Cordas', motivo de queda de braço com ACM Neto; "Dá para perceber que quando não tem corda, você integra quem está na calçada com o público que está no asfalto e diminui o atrito e, consequentemente, o número das ocorrências. O Governo do Estado investe para democratizar o Carnaval da Bahia", disse Rui

Presente a todos os dias do carnaval de Salvador, o governador Rui Costa (PT) cumpriu sua promessa de não se concentrar em discussões políticas, e também fez sua parte para evitar rota de colisão com o prefeito ACM Neto (DEM); Rui se esquivou em vários momentos de falar sobre a disputa de 2018, quando ele deverá tentar se reeleger; foco do governador era destacar o investimento no 'Carnaval sem Cordas', motivo de queda de braço com ACM Neto; "Dá para perceber que quando não tem corda, você integra quem está na calçada com o público que está no asfalto e diminui o atrito e, consequentemente, o número das ocorrências. O Governo do Estado investe para democratizar o Carnaval da Bahia", disse Rui
Presente a todos os dias do carnaval de Salvador, o governador Rui Costa (PT) cumpriu sua promessa de não se concentrar em discussões políticas, e também fez sua parte para evitar rota de colisão com o prefeito ACM Neto (DEM); Rui se esquivou em vários momentos de falar sobre a disputa de 2018, quando ele deverá tentar se reeleger; foco do governador era destacar o investimento no 'Carnaval sem Cordas', motivo de queda de braço com ACM Neto; "Dá para perceber que quando não tem corda, você integra quem está na calçada com o público que está no asfalto e diminui o atrito e, consequentemente, o número das ocorrências. O Governo do Estado investe para democratizar o Carnaval da Bahia", disse Rui (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Presente a todos os dias do carnaval de Salvador, o governador Rui Costa (PT) cumpriu sua promessa de não se concentrar em discussões sobre política partidária, e também fez sua parte para evitar rota de colisão com o prefeito ACM Neto (DEM). Rui se esquivou em vários momentos de falar sobre a disputa de 2018, quando ele deverá tentar se reeleger.

Avaliando ser "prematuro", o único comentário que Rui fez sobre o pleito do próximo ano foi uma aposta pelas eleições presidenciais. Ele acredita que o ex-presidente Lula será o candidato mais forte. "O nome de Lula é o nome que vai aparecer liderando no Brasil e no Nordeste porque em minha opinião foi o melhor presidente da República do Brasil". O governador avalia também que "o que Lula fez pelo povo durante a sua gestão foi algo imbatível. Depois que Lula saiu, o nordeste voltou a ser esquecido pelas autoridades", disse Rui.

Em outro questionamento da imprensa, sobre a relação com o PSL depois que o deputado Marcelo Nilo deixou a presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), Rui não quis comentar a discussão que há em curso sobre a possibilidade de aumentar a participação do partido em seu governo. "Hoje não é dia de falar em mudança de governo". Os deputados do PSL têm reclamado de que a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) e a Embasa estão na cota pessoal de Marcelo Nilo.

Mas o foco do governador era destacar o investimento no 'Carnaval sem Cordas', motivo de queda de braço com a prefeito ACM Neto. Dá para perceber que quando não tem corda, você integra quem está na calçada com o público que está no asfalto e diminui o atrito e, consequentemente, o número das ocorrências. O Governo do Estado investe para democratizar o Carnaval da Bahia", disse Rui Costa.

Embora tenha rejeitado o assunto, a avaliação que ficou da folia foi de que Rui teve boa aceitação popular por onde passou. Percepção foi em uníssono entre os aliados que acompanharam o governador durante a festa. Por onde passava, Rui era acompanhado por uma comitiva composta por secretários de Estado, deputados federais e estaduais e vereadores.

Fiel acompanhante do governador foi o deputado federal Nelson Pelegrino. Além de apostar na força de Rui Costa para 2018, ele avaliou que o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaques Wagner, deve ser o próximo presidente do PT na Bahia, o que inclusive deve fortalecer a provável chapa do governador.

"Wagner está para o PT estadual como Lula está para o PT nacional. Acredito que se ele se colocar na disputa, não haverá disputa", aposta o deputado. Ele não vê ameaça numa possível candidatura do senador Otto Alencar (PSD), que por ora nega qualquer pretensão.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247