Salmito defende projeto de novo horário comercial; oposição rebate

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), defendeu nesta terça-feira (12) o projeto de lei que pretende ampliar o horário de funcionamento do comércio na capital cearense, alegando que a medida pode gerar mais emprego e renda para a sociedade e que a legislação trabalhalista e a carga horária dos funcionários deverá ser respeitada. Pela oposição, o vereador Guilherme Sampaio (PT) lamentou a falta de um “amplo diálogo” e afirmou que o projeto precariza a relação de trabalho

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), defendeu nesta terça-feira (12) o projeto de lei que pretende ampliar o horário de funcionamento do comércio na capital cearense, alegando que a medida pode gerar mais emprego e renda para a sociedade e que a legislação trabalhalista e a carga horária dos funcionários deverá ser respeitada. Pela oposição, o vereador Guilherme Sampaio (PT) lamentou a falta de um “amplo diálogo” e afirmou que o projeto precariza a relação de trabalho
O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), defendeu nesta terça-feira (12) o projeto de lei que pretende ampliar o horário de funcionamento do comércio na capital cearense, alegando que a medida pode gerar mais emprego e renda para a sociedade e que a legislação trabalhalista e a carga horária dos funcionários deverá ser respeitada. Pela oposição, o vereador Guilherme Sampaio (PT) lamentou a falta de um “amplo diálogo” e afirmou que o projeto precariza a relação de trabalho (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - Durante a sessão desta terça-feira (12), na Câmara Municipal, o presidente Salmito Filho (PDT) se manifestou favorável ao projeto de lei ordinária nº 342/2017, que dispõe sobre a ampliação do horário de funcionamento do comércio. O presidente destacou o compromisso do Legislativo em debater amplamente a matéria com os diversos segmentos da sociedade até ser apreciada em Plenário.

Como destacou Salmito Filho, a atual legislação versa que o lojista para abrir seu comércio em horário superior estabelecido em Lei deve entrar em acordo com o Sindicato dos Comerciários. “A nova lei ampliará o horário de funcionamento do comércio na Capital e dessa forma quem desejar abrir a loja, poderá abrir. Agora se ele abrir de 8 horas da manhã até as 10 horas da noite, ele vai ter que respeitar a legislação trabalhista e respeitar a carga horária de trabalho”, frisou, defendendo que a mudança pode gerar mais emprego e renda.

Segundo Salmito, o debate deverá contar ainda com a participação do Sindicato dos Comerciários. “Vamos ouvir e fazer o bom debate e deliberar o que se entende que é mais importante para Fortaleza e o seu comércio. Precisamos fazer com que a cidade gere mais emprego e renda sem causar prejuízo na vida do trabalhador.”, pontuou.

No tempo da liderança da oposição, Guilherme Sampaio (PT) criticou a matéria, lamentando que não houve “um amplo diálogo” com os comerciários e demais trabalhadores. Para ele, o projeto precariza a relação de trabalho, uma vez que submeterá os trabalhadores a uma carga horária maior, sem a devida compensação salarial.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247