Salvador pode ganhar centro de recuperação para viciados em WhatsApp

Proposta é do vereador Isnard Araújo; vítima de um 'viciado em WhatsApp', ele sugeriu em sessão na Câmara Municipal a instalação de um centro de recuperação para pessoas viciadas no aplicativo; "As pessoas estão presas aos aparelhos. Ontem (9) um homem bateu no fundo do meu carro porque estava trocando mensagens no WhatsApp", disse o vereador; Isnard reclamou até dos seus colegas de parlamento; "Aqui na Câmara inclusive, os vereadores ficam sempre conferindo quem está mandando o que nos grupos"

Proposta é do vereador Isnard Araújo; vítima de um 'viciado em WhatsApp', ele sugeriu em sessão na Câmara Municipal a instalação de um centro de recuperação para pessoas viciadas no aplicativo; "As pessoas estão presas aos aparelhos. Ontem (9) um homem bateu no fundo do meu carro porque estava trocando mensagens no WhatsApp", disse o vereador; Isnard reclamou até dos seus colegas de parlamento; "Aqui na Câmara inclusive, os vereadores ficam sempre conferindo quem está mandando o que nos grupos"
Proposta é do vereador Isnard Araújo; vítima de um 'viciado em WhatsApp', ele sugeriu em sessão na Câmara Municipal a instalação de um centro de recuperação para pessoas viciadas no aplicativo; "As pessoas estão presas aos aparelhos. Ontem (9) um homem bateu no fundo do meu carro porque estava trocando mensagens no WhatsApp", disse o vereador; Isnard reclamou até dos seus colegas de parlamento; "Aqui na Câmara inclusive, os vereadores ficam sempre conferindo quem está mandando o que nos grupos" (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Vítima de um 'viciado em WhatsApp', o vereador de Salvador Isnard Araújo, do PR, sugeriu nesta terça-feira (10) em sessão na Câmara Municipal a instalação de um centro de recuperação para pessoas viciadas no aplicativo. "As pessoas estão presas aos aparelhos. Ontem (9) um homem bateu no fundo do meu carro porque estava trocando mensagens no WhatsApp", disse o vereador.

Isnard reclamou até dos seus colegas de parlamento. "Aqui na Câmara inclusive, os vereadores ficam sempre conferindo quem está mandando o que nos grupos". O vereador não disse se vai formalizar sua proposta ao Executivo por meio de projeto de lei, conforme publicação do site Bahia Notícias.

Além do centro de reabilitação, ele cobrou a análise de uma proposta de sua autoria que regulamenta o uso de celulares dentro de igrejas e templos religiosos. "É uma falta de respeito com o líder espiritual".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247