Samu registra trote em 30% das ligações

Para que haja um controle efetivo desta prática, várias cidades brasileiras estão regulamentando leis que punem o acionamento telefônico indevido aos atendimentos de emergências; na Bahia, há um projeto de lei sobre a punição por trotes na Assembleia Legislativa aguardando votação

Samu registra trote em 30% das ligações
Samu registra trote em 30% das ligações (Foto: Divulgação)

Bahia 247

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu 192 registrou como trotes 30% das ligações recebidas por dia. Para que haja um controle efetivo desta prática, várias cidades brasileiras estão regulamentando leis que punem o acionamento telefônico indevido aos atendimentos de emergências, como Corpo de Bombeiros (193), Polícia Militar (190) e Samu (192).

A última iniciativa neste sentido aconteceu em 27 de julho, no estado de Alagoas, regulamentando a punição para quem faz trotes para as instituições públicas. Para tanto, está prevista a cobrança dos gastos com a chamada, equipamentos utilizados, deslocamento da equipe (combustível) e profissionais mobilizados, através da fatura da conta do telefone utilizado na ligação.

O autor do trote pode ser responsabilizado ainda penalmente por descumprir o artigo 266 do Código Penal Brasileiro, que classifica o trote como crime e prevê reclusão de até três anos. Na Bahia, há um projeto de lei sobre a punição por trotes na Assembleia Legislativa aguardando votação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247