São Paulo supera Ideb

Sistema educacional paulista se destaca positivamente no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica; no ensino médio, as escolas estaduais obtiveram a média 3,9, ante a meta de 3,6; no ensino fundamental o índice foi de 5,4, enquanto a meta era de 5,3

São Paulo supera Ideb
São Paulo supera Ideb (Foto: Edição/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247- O sistema educacional paulista se destacou positivamente no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), revelado nesta terça-feira pelo Governo Federal. Os dados referentes à avaliação realizada em 2011 apontam que o Ensino Médio de São Paulo atingiu o indicador projetado para ser alcançado em dois anos. O índice obtido foi de 3,9, ante a meta de 3,6.  É um bom indicador quando sabe-se que a qualidade do Ensino médio piorou em nove estados, de acordo com o Ideb. 

Sobre o mau desempenho desses estados, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, argumentou que "internacionalmente" o ensino médio continua sendo um "grande desafio" para qualquer sistema educacional. Ele defendeu que o currículo da etapa precisa ser reformulado porque é muito sobrecarregado. Em algumas redes de ensino, o total de disciplinas chega a 19. "É uma sobrecarga muito grande que não contribui para você ter foco nas disciplinas essenciais, como língua portuguesa, matemática e ciências", disse.

São Paulo também obteve nota alta no ensino fundamental. O índice no estado foi de 5,4, enquanto a meta era de 5,3. No ciclo II do Ensino Fundamental, o indicador atingido foi 4,3, sendo que a projeção era de 4,2.

Em comparação com as redes estaduais do país, o Estado de São Paulo supera o indicador em todos os níveis de ensino. A média nacional foi de 5,1 no Ensino Fundamental ciclo I, de 3,9 no Ensino Fundamental ciclo II e de 3,4 no Ensino Médio.

"Esses dados mostram que o Estado de São Paulo está no caminho certo, a começar pela manutenção dos programas de governo para a rede estadual de ensino, como a unificação do currículo, a produção de material pedagógico e a avaliação de rendimento do aprendizado dos alunos", afirmou o professor Herman Voorwald, secretário da Educação.

O Ideb atribui uma nota diferente para três etapas da educação básica: anos inicias do ensino fundamental (1° ao 5º ano), anos finais (6º ao 9º ano) e ensino médio. Considerando o resultado dos anos finais, um número menor de cidades atingiu as metas de qualidade: 62,5% alcançaram a nota proposta para 2011.

O ensino médio é de responsabilidade dos governos estaduais. Do total de 27 unidades da federação, 12 não cumpriram a meta. O Ideb nacional para o ensino médio em 2011 foi 3,7 pontos – exatamente a meta estabelecida para o período.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email